Curitiba

Curitiba tem a menor incidência de covid-19 entre as maiores capitais do Brasil

Há pouco mais de dois meses do primeiro caso de covid-19 registrado na cidade, a taxa de incidência da infecção em moradores de Curitiba é a menor entre as dez capitais mais populosas do Brasil.

A capital paranaense tem 454,7 casos confirmados da infecção pelo novo coronavírus a cada um milhão de habitantes.  A taxa nacional é de 1.292 casos. Em algumas capitais esse indicie passa dos 6.000.  A comparação foi feita pelo Centro de Epidemiologia da Secretaria Municipal da Saúde de Curitiba com dados do Ministério da Saúde desta quarta-feira (20/5).

No painel constam Fortaleza, Manaus, São Paulo, Rio de Janeiro, Recife, Florianópolis, Goiânia, Porto Alegre, Belo Horizonte e Curitiba.

“É um recorte do momento atual, e ainda não estamos numa condição tão grave da pandemia, mas também é um cenário variável que pode mudar a qualquer momento, lembrando do inverno que virá pela frente”, disse Alcides Oliveira, diretor do Centro de Epidemiologia.

Na outra ponta, Fortaleza é a capital onde o vírus atinge proporcionalmente o maior número moradores, com 6.287 casos a cada milhão de habitantes da cidade.

O número de casos confirmados de covid em Curitiba sobe em média 4% ao dia, metade da média de crescimento nacional. “É exatamente isso que precisamos manter, esse crescimento lento”

Letalidade

Com uma morte registrada a cada dois dias, a taxa de letalidade em função da covid-19 em Curitiba está em 3,9%. No Brasil esse índice é de 6.6% e no Paraná, 5,2%. Essa incidência se baseia nos dados até quinta-feira (21/5).

Desde o início da pandemia foram 36 óbitos de moradores de Curitiba que contraíram o novocoronavírus, até quinta. A maior deles formada por idosos com histórico de alguma doença crônica associada à covid-19. “De qualquer forma, lamentamos cada perda”, disse Oliveira.

UTIs

Com a curva de crescimento em ritmo controlado, as vagas por UTIs ainda não estão pressionadas. Dos 227 leitos SUS exclusivos para covid-19 na capital, 44% estão ocupados, média que vem se mantendo nesse percentual. 

Medidas

De acordo com a Secretaria Municipal da Saúde, a situação epidemiológica da doença em Curitiba é reflexo das medidas adotadas e também da colaboração da população.

Ainda em janeiro, quando a pandemia chegava à Europa depois de ter surgido na China, Curitiba começou a se preparar para enfrentar a situação, reforçando os estoques de Equipamentos de Proteção Individual, elaborando plano de contingência e outras medidas como mudanças no fluxo de atendimento dos serviços de saúde entre outros esforços.

SMCS

Receba notícias no seu WhatsApp.

Leitores que se cadastrarem no serviço serão incluídos em uma lista de transmissão diária, recebendo no celular as principais notícias do dia.

Ivone Souza - Redação

Ivone Souza é jornalista graduanda pelo Centro Universitário Internacional Uninter. Foi repórter e produtora de conteúdos do Portal Mediação, redatora do site Uninter Notícias, escritora e cronista. Curte teatro, uma boa leitura e é apaixonada por viagens e fotografia.

Leia também

Deixe uma resposta

Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar

Notamos que você possui um
ad-blocker ativo!

Produzir um conteúdo de qualidade exige recursos.
A publicidade é uma fonte importante de financiamento do nosso conteúdo.
Para continuar navegando, por favor desabilite seu bloqueador de anúncios.