Araucária

VOLTA DA INTEGRAÇÃO: Segundo prefeitura passagem irá custar R$3,15 (cartão) e R$3,30 (dinheiro)

07_onibusA expectativa é de que dentro de, no máximo, três dias os passageiros de Araucária voltem a pagar uma única passagem para ir até Curitiba. O retorno da integração foi garantido por meio de uma parceria entre a Prefeitura e o Governo do Estado. Os dois órgãos irão bancar os custos, algo em torno de R$ 5 milhões por ano para cada uma das partes.

Além da unificação da tarifa, de R$ 3,15 no cartão e R$ 3,30 em dinheiro, outras mudanças também serão revertidas como, por exemplo, o trajeto dos ligeirinhos e a reativação dos tubos dentro da cidade. “Tudo voltará a ser como era antes do dia 17 de fevereiro, a única diferença é que a partir de agora quem vai pagar essa conta será a Prefeitura e o Governo. Dessa forma estamos assumindo o transporte metropolitano na nossa cidade o que nos dá a segurança de que jamais essa integração voltará a ser interrompida”, destaca o prefeito municipal, Olizandro Ferreira.

Ainda segundo o prefeito, desde fevereiro, quando foi anunciado o fim da integração tarifária com Curitiba, a sua gestão tentou buscar uma solução que desse fim ao prejuízo que os usuários do transporte coletivo tiveram com essa mudança. Esses prejuízos foram, principalmente, financeiros pois, quem precisava ir a Curitiba tinha que pagar duas passagens, o que totalizava R$ 10,60 – ida e volta. “Foram várias reuniões com a COMEC, com a URBS, com o Governador, com o Prefeito de Curitiba, enfim, como representante do meu povo, fiz o meu papel e prometi a mim mesmo não sossegar enquanto não conseguisse reverter essa situação”, relembrou.

Na metade do mês de abril, Araucária e Curitiba chegaram a firmar um convênio que previa a implantação de dois linhões saindo dos bairros da cidade indo até o terminal do Pinheirinho. Porém, devido a algumas questões de ordem jurídica, não foi possível colocar estes ônibus em operação. “Essa seria uma medida paliativa de imediato. Mas não iria resolver o problema de 100% dos usuários. Por isso, nossa intenção sempre foi conseguir garantir o retorno da integração”, explica o prefeito de Araucária.

De acordo com a CMTC (Companhia Municipal de Transporte Coletivo), com o retorno da integração, além do pagamento em dinheiro, também serão aceitos os cartões da URBS e da CMTC e os vales em papel, Metrocard.

Foto: Carlos Poly/SMCS

Receba notícias no seu WhatsApp.

Leitores que se cadastrarem no serviço serão incluídos em uma lista de transmissão diária, recebendo no celular as principais notícias do dia.

Aécio Novitski

Idealizador do Site Araucária no Ar, Jornalista (MTB 0009108-PR), Repórter Cinematográfico e Fotógrafico licenciado pelo Sindijor e Fenaj sobre o número 009108 TRT-PR

Leia também

Deixe uma resposta

Botão Voltar ao topo

Notamos que você possui um
ad-blocker ativo!

Produzir um conteúdo de qualidade exige recursos.
A publicidade é uma fonte importante de financiamento do nosso conteúdo.
Para continuar navegando, por favor desabilite seu bloqueador de anúncios.