Araucária

Vereadores de Araucária decidem se uso de celulares será proibido por servidores durante expediente

Os vereadores de Araucária, estão prestes a decidir se servidores do município estarão proibidos de usar telefones celulares durante o expediente. O projeto de lei 12/2018 está sendo apreciado pelas Comissões da Câmara Municipal e irá à votação no próximo mês. Com a aprovação, servidores ficam proibidos de usar celulares, smartphones, tablets e outros aparelhos com internet, que possuam acesso às redes sociais e sites de relacionamento durante o horário de expediente e serviço, nos locais de atendimento ao público em todas as repartições públicas.

Projeto de lei protocolado no dia 19/03. Foto: Divulgação

O projeto de lei foi protocolado na última segunda-feira (19) pelo presidente da Casa, Ben Hur Custódio de Oliveira. Para ele, a intenção é que a medida melhore o atendimento à população. “Há uma grande necessidade de fazer esse projeto porque somos muito cobrados pela população nessa questão de atendimento, foco. Às vezes, em alguma situação, não há a atenção necessária que o usuário precisa, justamente, por ter essa questão do telefone celular” explicou, em entrevista à Banda B.

Embora polêmico, o vereador acredita que o projeto de lei não lhe traga impopularidade e que as opiniões divergentes são comuns em atitudes que envolvam comportamento. “É um projeto polêmico, mas nessa questão sobre setor público é preciso cobrar e fiscalizar para oferecer um melhor atendimento para a população. Tem gente que não vai gostar e tem gente que vai aplaudir. É um projeto que vai de encontro a necessidade da população. A gente não quer ofender ninguém, só queremos e estamos focados em melhorias”, defende Ben Hur.

De acordo com o projeto de lei, a proibição se estende aos prestadores de serviços terceirizados e também aos estagiários que atuam no atendimento ao público. O documento ainda diz que, de forma excepcional, o superior de cada repartição poderá autorizar a eventual utilização do aparelho em três situações – auxílio no atendimento ao cidadão demandante dos serviços públicos, atendimento nos cuidados de saúde própria e/ou de seus familiares diretos.

O presidente da Casa acredita que o projeto será votado, no máximo, em até trinta dias, mas que é preciso muita discussão para que nada fique obscuro. “Estamos sempre abertos à opiniões, queremos ouvir a população e precisamos discutir sobre isso. Toda a ideia é bem-vinda”, finalizou.

 

 

BANDAB

Receba notícias no seu WhatsApp.

Leitores que se cadastrarem no serviço serão incluídos em uma lista de transmissão diária, recebendo no celular as principais notícias do dia.

Aécio Novitski

Idealizador do Site Araucária no Ar, Jornalista (MTB 0009108-PR), Repórter Cinematográfico e Fotógrafico licenciado pelo Sindijor e Fenaj sobre o número 009108 TRT-PR

Leia também

Deixe uma resposta

Botão Voltar ao topo

Notamos que você possui um
ad-blocker ativo!

Produzir um conteúdo de qualidade exige recursos.
A publicidade é uma fonte importante de financiamento do nosso conteúdo.
Para continuar navegando, por favor desabilite seu bloqueador de anúncios.