ParanáPolítica

Veja como será o esquema de segurança para o depoimento de Lula nesta quarta

Diversas forças de segurança foram escaladas para atuar no esquema definido para o segundo depoimento do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva à Justiça Federal em Curitiba, nesta quarta-feira (13). Cerca de mil policiais militares integram o efetivo, que contará ainda com representantes da Polícia Civil, Corpo de Bombeiros, Departamento de Inteligência do Estado do Paraná (Diep), Guarda Municipal, Polícias Rodoviária Estadual e Federal, Polícia Federal, Agência Brasileira de Inteligência (Abin), entre outras.

A estratégia será semelhante à desenvolvida no primeiro encontro de Lula com o juiz da 13º Vara Federal Sérgio Moro em maio deste ano, mas em uma dimensão reduzida. “Esquema muito parecido, porém um pouco menor. Considerando informações repassadas a nós, virão menos pessoas”, explicou o secretário estadual da Segurança Pública e Administração Penitenciária, Wagner Mesquita, ao comparar os dois eventos.

Sobre os apoiadores do ex-presidente Lula, o secretário explicou que eles vão se concentrar na praça Generoso Marques, no Centro de Curitiba. Enquanto que os pró-Lava Jato ficarão nas proximidades do Museu Oscar Niemeyer, no bairro Centro Cívico. “A nossa intenção é que não haja qualquer contato entre estes dois grupos, assim como aconteceu no primeiro depoimento do ex-presidente”, disse Mesquita.

No primeiro depoimento a informação inicial era do deslocamento de mais de cerca de 60 mil pessoas, o que acabou não se confirmando. Desta vez são esperados cerca de 5 mil manifestantes e a chegada de 50 ônibus. Os veículos serão estacionados próximos ao Estádio do Paraná Clube, para não atrapalhar o trânsito e facilitar o deslocamento dos manifestantes – que serão escoltados pela Polícia Militar.

O trabalho policial começa no acesso à capital paranaense. “Não abrimos mão da fiscalização nas estradas. Pedimos para que os ônibus venham com a documentação em dia e em bom estado e que as pessoas não tragam nenhum material que não seja condizente com uma manifestação democrática. Da outra vez nós apreendemos foices e facas”, ressaltou o secretário.

De acordo com a Polícia Rodoviária Federal (PRF), até a tarde desta segunda-feira (11), apenas um ônibus havia pedido autorização para a Agência Nacional de Transporte Terrestre (ANTT) para se deslocar da cidade de Teresina para Curitiba.

As definições sobre o esquema de segurança nesta quarta-feira foram anunciadas por Mesquita após uma reunião na tarde desta segunda-feira (11), na sede da Secretaria de Estado da Segurança Pública, envolvendo representantes das diversas esferas envolvidas.

“Nosso objetivo é garantir uma manifestação tranquila de qualquer grupo da sociedade e um ato de justiça federal sem qualquer constrangimento”, acrescentou Mesquita.

BLOQUEIO – O bloqueio da região da Justiça Federal, no bairro Ahú, terá início às 6 horas com agentes de trânsito e policiais para fazerem o desvio e um segundo bloqueio começará às 12 horas, mais próximo ao prédio da Justiça Federal no qual ninguém terá acesso sem credenciamento. O depoimento do ex-presidente Lula está marcado para as 14h.

Receba notícias no seu WhatsApp.

Leitores que se cadastrarem no serviço serão incluídos em uma lista de transmissão diária, recebendo no celular as principais notícias do dia.

Aécio Novitski

Idealizador do Site Araucária no Ar, Jornalista (MTB 0009108-PR), Repórter Cinematográfico e Fotógrafico licenciado pelo Sindijor e Fenaj sobre o número 009108 TRT-PR

Leia também

Deixe uma resposta

Botão Voltar ao topo

Notamos que você possui um
ad-blocker ativo!

Produzir um conteúdo de qualidade exige recursos.
A publicidade é uma fonte importante de financiamento do nosso conteúdo.
Para continuar navegando, por favor desabilite seu bloqueador de anúncios.