RMC

“UPAs estão com demanda quatro vezes maior do que no pico”, alerta representante de prefeitos da RMC

O presidente da Assomec e prefeito de Fazenda Rio Grande, Márcio Wozniack, afirmou que os números estão subindo de uma forma preocupante e muito rápida

A reunião de número 32 do Fórum Metropolitano de Combate à covid-19, organizado pela Assomec (Associação dos Municípios da Região Metropolitana de Curitiba), realizada na tarde desta segunda-feira (23), trouxe à tona uma preocupação não vista antes desde o início da pandemia de coronavírus. Números em alta e uma procura por pacientes nas Unidades de Pronto Atendimento (UPAs) quatro vezes maior que no período que teria sido o pico, nos meses de julho e agosto, deixam os prefeitos da Região Metropolitana de Curitiba (RMC) em alerta.

O presidente da Assomec e prefeito de Fazenda Rio Grande, Márcio Wozniack, afirmou que os números estão subindo de uma forma preocupante e muito rápida, “É um aumento alto nos últimos quatro dias, o que está causando pânico nos profissionais da Saúde. A procura nas UPAs tem sido de jovens, entre 20 a 30 anos de idade. Parece ser uma segunda onda que chegou muito forte. É muita gente fazendo o teste e dando positivo”, descreveu.

UPA FAZENDA RIO GRANDE

Segundo Wozniack, os números apresentados pelo Governo do Paraná apontam que no fim de outubro 100 pessoas contaminadas pela covid-19 transmitiam para 62 (taxa de 0,62), já no início desta semana 100 pessoas estão transmitindo para 170 (taxa de 1,7). “Está acelerando o número de contaminados. A UPA de Fazenda Rio Grande atendia em média 100 pessoas por dia na pandemia e só nesta segunda-feira foram 400 pessoas. Muita gente na UPA com sintomas respiratórios e também por outras demandas, porque a cidade não parou e há acidentes e quedas, por exemplo”, explicou.

Sobre medidas restritivas, o presidente da Assomec afirmou que não é o momento, mas que não se pode descartar se a situação piorar ainda mais. “Aumentou o número de leitos de UTI pelo Governo do Paraná, com a possibilidade de contratar leitos particulares para atender a demanda que está por vir. Temos doze pessoas aqui em Fazenda Rio Grande buscando vaga em hospital de referência só hoje. Se continuar assim, pode ser que se volte a ter regramentos”, ponderou.

Sem Natal

Muitas cidades da região metropolitana estão cancelando eventos de Natal para evitar aglomeração. Pinhais e São José dos Pinhais não terão a Casa do Papai Noel. Wozniack afirmou que, de fato, será um Natal diferente. “Aqui em Fazenda Rio Grande vamos optar também por uma economia para ter recursos no atendimento à saúde. Será um fim de ano diferente para as pessoas se conscientizarem”, concluiu o prefeito.

Organizado pela Assomec, o Fórum Metropolitano de Saúde foi instituído para que as cidades da RMC tomem decisão em conjunto no enfrentamento ao coronavírus.

Receba notícias no seu WhatsApp.

Leitores que se cadastrarem no serviço serão incluídos em uma lista de transmissão diária, recebendo no celular as principais notícias do dia.

Aécio Novitski

Idealizador do Site Araucária no Ar, Jornalista (MTB 0009108-PR), Repórter Cinematográfico e Fotógrafico licenciado pelo Sindijor e Fenaj sobre o número 009108 TRT-PR

Leia também

Deixe uma resposta

Botão Voltar ao topo

Notamos que você possui um
ad-blocker ativo!

Produzir um conteúdo de qualidade exige recursos.
A publicidade é uma fonte importante de financiamento do nosso conteúdo.
Para continuar navegando, por favor desabilite seu bloqueador de anúncios.