Brasil

Uma boa velhice tem lá os seus segredos

A vida moderna permitiu que mais pessoas chegassem à terceira idade, e no futuro teremos cada vez mais idosos no mundo. Segundo dados do Fundo de Populações das Nações Unidas (Unfpa), atualmente uma em cada nove pessoas no mundo tem 60 anos ou mais, são 810 milhões de pessoas na terceira idade. Projeta-se que em menos de uma década esse número chegue a um bilhão e então duplique em 2050, quando os idosos serão 22% da população global. Também no Brasil a quantidade de idosos só aumenta. Em 2010 eles eram 10% da população, mas em 2050 deverão chegar a 30%, ou 64 milhões de pessoas.

Sabemos que são diversos os cuidados necessários para se viver bem na terceira idade. Com isso para garantir o recebimento adequado de todos os nutrientes, é importante ter uma alimentação balanceada e diferenciada.

Para evitar doenças e ter uma boa qualidade de vida é preciso ter uma alimentação voltada para essa etapa da vida. “É preciso uma alimentação com a presença de frutas, verduras, leite e vitaminas, já que nessa fase é natural a falta de vitamina B” explica Nadja de Souza, nutricionista clínica da ASBP – Associação Brasileira de Apoio aos Aposentados, Pensionistas e Servidores Públicos, unidade Recife.

Além disso, a especialista orienta que com a inclusão de atividades físicas no cotidiano, o resultado será ainda melhor. Isto porque com a chegada da melhor idade, o corpo sofre algumas transformações como a perda da força muscular, diminuição da flexibilidade, da agilidade e da coordenação. Estas alterações fazem parte do processo natural da faixa de idade, mas podem ser amenizadas através da prática regular da atividade física.

“As atividades mais prazerosas, como por exemplo, caminhada e dança de salão, tem ajudado a diminuir o risco de quedas e fraturas, além de proporcionar a convivência sócia. O importante é que as atividades sejam de baixo a moderado impacto.” pontuou.


Palavras

Manter a mente ativa é importante

Manter a cabeça ativa é tão fundamental quanto exercitar os músculos e ter a dieta adequada. Jogos como o xadrez e palavras cruzadas ajudam a exercitar a mente e oxigenar o cérebro. É comum que com o avanço da idade as pessoas se isolem no convívio familiar, restringindo suas atividades e deixando de fazer novas amizades. Por isso, ações que obriguem os idosos a conhecer novas pessoas e os desafiem a realizar uma tarefa diferente contribuem para que a mente e o corpo permaneçam sadios. Um exemplo são as aulas de teatro, de computação.

Receba notícias no seu WhatsApp.

Leitores que se cadastrarem no serviço serão incluídos em uma lista de transmissão diária, recebendo no celular as principais notícias do dia.

Aécio Novitski

Idealizador do Site Araucária no Ar, Jornalista (MTB 0009108-PR), Repórter Cinematográfico e Fotógrafico licenciado pelo Sindijor e Fenaj sobre o número 009108 TRT-PR

Leia também

Deixe uma resposta

Botão Voltar ao topo

Notamos que você possui um
ad-blocker ativo!

Produzir um conteúdo de qualidade exige recursos.
A publicidade é uma fonte importante de financiamento do nosso conteúdo.
Para continuar navegando, por favor desabilite seu bloqueador de anúncios.