Brasil

Um em cada cinco postos de combustíveis não baixou o preço do diesel

Depois da greve dos caminhoneiros, que causou prejuízo bilionário ao país com desabastecimento e paralisação das atividades nos mais diversos setores, o governo federal decidiu reduzir o preço do diesel nas distribuidoras. Mas a medida, ao menos até aqui, ainda não tem refletido em desconto em grande parte dos postos de combustíveis.

De acordo com o Procon de São Paulo, 20% dos estabelecimentos consultados não estavam cumprindo o desconto de R$ 0,46. A operação de fiscalização, realizada com o apoio do Ipem (Instituto de Pesos e Medidas) e de técnicos da ANP (Agência Nacional de Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis), fiscalizou 25 estabelecimentos na capital paulista, sendo que em cinco foram flagradas irregularidades.

Ainda segundo o Procon, uma multa poderá ser aplicada contra os postos que descumpriram a determinação do governo federal, mas o valor ainda dependerá de cálculo que considera o tamanho da empresa.

O número de estabelecimentos notificados pelo Procon-SP, contudo, chegou a 17 ao longo da operação. É que além do desconto no diesel, também foram flagradas irregularidades relacionadas à falta de informação de preços com destaque e em local visível ou falta de clareza na divulgação de promoções.

 

BEM PARANÁ

Receba notícias no seu WhatsApp.

Leitores que se cadastrarem no serviço serão incluídos em uma lista de transmissão diária, recebendo no celular as principais notícias do dia.

Aécio Novitski

Idealizador do Site Araucária no Ar, Jornalista (MTB 0009108-PR), Repórter Cinematográfico e Fotógrafico licenciado pelo Sindijor e Fenaj sobre o número 009108 TRT-PR

Leia também

Deixe uma resposta

Botão Voltar ao topo

Notamos que você possui um
ad-blocker ativo!

Produzir um conteúdo de qualidade exige recursos.
A publicidade é uma fonte importante de financiamento do nosso conteúdo.
Para continuar navegando, por favor desabilite seu bloqueador de anúncios.