Paraná

Suspeito é morto a tiros após suposta tentativa de assalto à joalheria em tradicional galeria na Rua XV

Um suspeito, de 37 anos, foi morto a tiros depois de supostamente ter tentando furtar uma joalheria na Galeria Lustoza, no final da tarde desta quarta-feira (20), na Rua XV de Novembro, no Centro de Curitiba. O autor dos disparos teria sido o próprio dono da loja.

O delegado Rodrigo Brown, do Centro de Operações Policiais Especiais (Cope), conta que o suspeito, a princípio, não estaria armado e teria entrado em luta corporal com o proprietário e o segurança da joalheria. “Os relatos que ouvimos dão conta de que essa pessoa teria tentado assaltar o estabelecimento, tanto que entrou em luta corporal com o proprietário e com o segurança. A princípio, estava desarmado.  Agora estamos tentando encontrar o veículo usado pelo suspeito”, disse Brown que informou que foi encontrado com o suposto ladrão a chave e o documento de um carro.

Os disparos atingiram o peito e a cabeça do suspeito, segundo o delegado. “Foram dois tiros, a princípio um acertou o tórax e o outro pegou de raspão na cabeça”, disse ele.

Uma ambulância do Siate foi até o local e tentou reanimar o suspeito, que não resistiu aos ferimentos. A Polícia Civil agora investigará o caso.

Banda B

Receba notícias no seu WhatsApp.

Leitores que se cadastrarem no serviço serão incluídos em uma lista de transmissão diária, recebendo no celular as principais notícias do dia.

Ivone Souza - Redação

Ivone Souza é jornalista graduada pelo Centro Universitário Internacional Uninter. Foi repórter e produtora de conteúdos do Portal Mediação, redatora do site Uninter Notícias, escritora e cronista. Curte teatro, uma boa leitura e é apaixonada por viagens e fotografia.

Leia também

Deixe uma resposta

Botão Voltar ao topo

Notamos que você possui um
ad-blocker ativo!

Produzir um conteúdo de qualidade exige recursos.
A publicidade é uma fonte importante de financiamento do nosso conteúdo.
Para continuar navegando, por favor desabilite seu bloqueador de anúncios.