Brasil

Supermercados pedem que consumidor não estoque produtos: “Dificilmente haverá falta grave”

A Associação Paranaense de Supermercados (Apras) divulgou uma nota, na tarde desta sexta-feira (25), em que pede para que os consumidores não estoquem produtos. De acordo com a entidade, o Paraná possui cerca de 4,5 mil lojas e dificilmente haverá falta grave de produtos.

A nota admite que os efeitos da greve estão sendo sentidos em alguns perecíveis, principalmente hortifrútis, mas que a situação ainda não é alarmante e itens essenciais ainda possuem estoque para abastecimento. “Os supermercados não estão medindo esforços para melhor atender ao consumidor e cada rede tem autonomia para tomar a postura que achar melhor durante a greve. Inclusive, algumas já estão limitando a quantidade de produtos com o objetivo de prevenir a ruptura decorrente da estocagem de alimentos”, informou a Apras.

Curitiba, Região Metropolitana e polos industriais do interior, segundo a nota, são os menos afetados, já que possuem centros de distribuição de grandes redes e de indústrias. Em função da logística, algumas regiões do Paraná podem sofrer um pouco mais, porém, nada tão imediato.

“A Apras informa que considera legítimo o direito de manifestação da categoria profissional dos caminhoneiros contra os constantes aumentos nos preços dos combustíveis e se solidariza com a classe. A entidade espera que as autoridades do Paraná e do Brasil possam realizar as negociações o mais rápido possível, evitando, assim, que a situação piore e que a população seja ainda mais afetada com a falta de produtos de necessidades básicas”, conclui a nota da entidade.

Receba notícias no seu WhatsApp.

Leitores que se cadastrarem no serviço serão incluídos em uma lista de transmissão diária, recebendo no celular as principais notícias do dia.

Aécio Novitski

Idealizador do Site Araucária no Ar, Jornalista (MTB 0009108-PR), Repórter Cinematográfico e Fotógrafico licenciado pelo Sindijor e Fenaj sobre o número 009108 TRT-PR

Leia também

Deixe uma resposta

Botão Voltar ao topo

Notamos que você possui um
ad-blocker ativo!

Produzir um conteúdo de qualidade exige recursos.
A publicidade é uma fonte importante de financiamento do nosso conteúdo.
Para continuar navegando, por favor desabilite seu bloqueador de anúncios.