Brasil

Sindicato agora diz que greve de ônibus será geral

Uma nota publicada no site do Sindicato dos Motoristas e Cobradores de Curitiba e Região Metropolitana (Sindimoc) na manhã desta quarta-feira (7) informa que, caso empresas não depositem os salários dos funcionários hoje, haverá uma paralisação total do sistema de transporte público na quinta-feira (8). O texto lembra que em dezembro, quando o pagamento do adiantamento salarial sofreu atrasos, a categoria aprovou um indicativo de greve geral.

Essa nota endurece o discurso do sindicato. Na terça-feira (6), procurado pela reportagem daGazeta do Povo, o Sindimoc informou, via assessoria de imprensa, que aguardaria até as 23h59 desta quarta-feira para verificar quais empresas realizaram os depósitos dos salários. Na quinta-feira (8), poderia haver paralisação dos funcionários que não tivessem recebido seus vencimentos. A reportagem entrou em contato com o Sindimoc, via assessoria de imprensa, e na sede da entidade, mas não obteve contato com nenhum membro do sindicato.

De acordo com a nota do Sindimoc, sete das 23 empresas que operam o sistema estariam com o pagamento do adiantamento salarial, que deveria ter sido realizado em dezembro, atrasado. O Setransp, sindicato patronal, esclarece que apenas as empresas Redentor, Marechal, São José, Tamandaré, Glória e Campo Largo efetuaram uma parte do pagamento do adiantamento, que é de 40% do salário. Já as empresas CDD e Sorriso pagaram o adiantamento em sua totalidade, nos dias subsequentes ao 20 de dezembro, que era o prazo para este pagamento. O 13.º salário dos trabalhadores foi pago por todas as empresas integralmente.

O Setransp alega que, devido aos repasses atrasados da prefeitura e governo do estado, não tem dinheiro em caixa para cumprir todas as suas obrigações, inclusive com os funcionários. Na queda de braço entre as três partes, a Urbs, que é a gestora do sistema, afirma que o problema são os débitos do governo do estado, que ainda deve um quarto do convênio que mantém o subsídio do transporte coletivo de Curitiba e região metropolitana. O acordo atual venceu no último dia 31 de dezembro e a dívida do governo do estado é de R$ 16,7 milhões, de acordo com a Urbs.

Receba notícias no seu WhatsApp.

Leitores que se cadastrarem no serviço serão incluídos em uma lista de transmissão diária, recebendo no celular as principais notícias do dia.

Aécio Novitski

Idealizador do Site Araucária no Ar, Jornalista (MTB 0009108-PR), Repórter Cinematográfico e Fotógrafico licenciado pelo Sindijor e Fenaj sobre o número 009108 TRT-PR

Leia também

Deixe uma resposta

Botão Voltar ao topo

Notamos que você possui um
ad-blocker ativo!

Produzir um conteúdo de qualidade exige recursos.
A publicidade é uma fonte importante de financiamento do nosso conteúdo.
Para continuar navegando, por favor desabilite seu bloqueador de anúncios.