Brasil

Silenciosa, hepatite C atinge 2 milhões de pessoas no Brasil; saiba como se prevenir

Por Marina Sequinel e Geovane Barreiro

 

Cerca de dois milhões de pessoas vivem com o vírus da hepatite C em todo o Brasil. Por se tratar de uma doença silenciosa, é importante estar atento para a prevenção e a realização de exames que ajudem no diagnóstico, segundo os especialistas. Para chamar a atenção para a causa, nesta terça-feira (28) é celebrado o Dia Mundial de Luta Contra as Hepatites Virais.

Segundo a médica infectologista do Hospital Vita de Curitiba, Marta Fragoso, as hepatites já são consideradas problemas de saúde pública em todo o mundo. No âmbito global, 2% da população pode ser portadora de um dos cinco tipos de vírus da doença.

“As hepatites B e a C são as mais comuns e, apesar de terem os mesmos sintomas, a forma de transmissão é diferente. Enquanto a primeira é uma doença sexualmente transmissível, a segunda é adquirida pelo contato com sangue contaminado”, explicou a médica em entrevista à Banda B.

De acordo com ela, a hepatite se carateriza como uma inflamação do fígado por um vírus, que pode “endurecer” o órgão e dificultar a circulação de sangue na região. “Na maioria das vezes, no início, a doença não tem sintomas ou tem sintomas parecidos com um resfriado ou uma gripe. Mais tarde, no entanto, quando a doença se torna crônica, ela pode provocar varizes no esôfago e até mesmo evoluir para um câncer no fígado”, completou.

BandaB

Receba notícias no seu WhatsApp.

Leitores que se cadastrarem no serviço serão incluídos em uma lista de transmissão diária, recebendo no celular as principais notícias do dia.

Tags

Aécio Novitski

Idealizador do Site Araucária no Ar, Jornalista (MTB 0009108-PR), Repórter Cinematográfico e Fotógrafico licenciado pelo Sindijor e Fenaj sobre o número 009108 TRT-PR

Leia também

Deixe uma resposta

Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar

Notamos que você possui um
ad-blocker ativo!

Produzir um conteúdo de qualidade exige recursos.
A publicidade é uma fonte importante de financiamento do nosso conteúdo.
Para continuar navegando, por favor desabilite seu bloqueador de anúncios.