Araucária

Secretaria de Saúde de Araucária promove capacitação sobre teste rápido

12_treinamento_sidilis2

A Secretaria Municipal de Saúde de Araucária está promovendo essa semana uma capacitação à profissionais da rede para execução de teste rápido nas unidades básicas de saúde. O objetivo é ampliar o número de executores dos testes rápidos de HIV, sífilis e hepatites B e C, já que é preocupante o número de casos diagnosticados nos últimos anos. Só em 2014, foram identificados 50 novos casos de HIV pelo Serviço de Orientação à Aids e Doenças Sexualmente Transmissíveis (SOA) na cidade.

“Um complicador é que muitas vezes o diagnóstico é tardio, o que dificulta o tratamento e traz influências diretas para a qualidade de vida do paciente. Nos casos da paciente gestante, as consequências podem se estender ao filho que está em formação. Por isso, as grávidas constituem um dos nossos públicos-alvo para esses exames”, explica a coordenadora do SOA, Cleonice Apª. Oliveira.

As orientações do curso foram realizadas em uma parceria entre o SOA, com a 2ª Regional de Saúde e municípios de Colombo e Piraquara. Além de profissionais de Araucária, ouvintes da cidade de Ponta Grossa também participaram da capacitação.

Sobre o teste

Os testes levam entre 15 e 30 minutos para ficar prontos, são sigilosos e não precisam de encaminhamento médico prévio para realização. O exame é bem simples, coleta sangue da ponta do dedo, como o de medição de glicemia. Não há a necessidade de estar em jejum. Para fazer o teste rápido, o interessado deve se dirigir ao SOA (anexo ao NIS), munido com um documento com foto. Em breve todas as unidades básicas de saúde terão profissionais aptos para realização do teste.

SMCS / Foto Carlos Poly

Receba notícias no seu WhatsApp.

Leitores que se cadastrarem no serviço serão incluídos em uma lista de transmissão diária, recebendo no celular as principais notícias do dia.

Aécio Novitski

Idealizador do Site Araucária no Ar, Jornalista (MTB 0009108-PR), Repórter Cinematográfico e Fotógrafico licenciado pelo Sindijor e Fenaj sobre o número 009108 TRT-PR

Leia também

Deixe uma resposta

Botão Voltar ao topo

Notamos que você possui um
ad-blocker ativo!

Produzir um conteúdo de qualidade exige recursos.
A publicidade é uma fonte importante de financiamento do nosso conteúdo.
Para continuar navegando, por favor desabilite seu bloqueador de anúncios.