Paraná

Secretaria da Saúde alerta para acidentes com aranhas-marrons

Com a volta das temperaturas mais baixas em parte do Paraná, as roupas e outros objetos guardados no armário podem servir de esconderijo para aranhas, especialmente as aranhas-marrons. No Estado, o aracnídeo é encontrado com maior frequência em Curitiba e Região Metropolitana, regiões de Irati, Ponta Grossa, Guarapuava, União da Vitória, Pato Branco e Jacarezinho. Só no ano passado, foram 4.133 casos de acidentes com o animal no Paraná.
As teias produzidas pela aranha-marrom são irregulares, com aparência de algodão esfiapado. Sua dieta é baseada em pequenos animais como o tatuzinho e principalmente insetos, como formigas, pulgas, traças e preferencialmente cupins. As aranhas-marrons possuem hábitos noturnos, quando saem à caça de seu alimento. Nesse momento podem se esconder em roupas, toalhas, roupas de cama e calçados. Por esse motivo, é preciso sempre prestar muita atenção antes de calçar os sapatos e vestir roupas.
No ato da picada, na maioria das vezes não há dor. Mas cerca de 12 horas depois ocorre um inchaço na região afetada e febre. As alterações locais mais comuns são: dor em queimação, vermelhidão, mancha roxa, inchaço, bolhas, coceira e endurecimento da pele. Outras manifestações podem ocorrer dias após o acidente, como necrose, dor de cabeça, mal-estar geral, náusea e dores pelo corpo. Caso ocorra algum acidente com o aracnídeo, a vítima deve procurar o quanto antes a Unidade de Saúde mais próxima. Se possível, levar a aranha causadora do acidente para auxiliar na rapidez do diagnóstico.

 

 

BEM PARANÁ

Receba notícias no seu WhatsApp.

Leitores que se cadastrarem no serviço serão incluídos em uma lista de transmissão diária, recebendo no celular as principais notícias do dia.

Aécio Novitski

Idealizador do Site Araucária no Ar, Jornalista (MTB 0009108-PR), Repórter Cinematográfico e Fotógrafico licenciado pelo Sindijor e Fenaj sobre o número 009108 TRT-PR

Leia também

Deixe uma resposta

Botão Voltar ao topo

Notamos que você possui um
ad-blocker ativo!

Produzir um conteúdo de qualidade exige recursos.
A publicidade é uma fonte importante de financiamento do nosso conteúdo.
Para continuar navegando, por favor desabilite seu bloqueador de anúncios.