Paraná

Secretaria confirma primeira morte por gripe no Paraná em 2017

AEN

 

A Secretaria estadual da Saúde confirmou nesta quarta-feira (5), a primeira morte por gripe no Paraná em 2017. O óbito por Influenza B aconteceu em fevereiro, na cidade de Maringá. A paciente tinha 79 anos e não tinha tomado a vacina em 2016, apesar de fazer parte do público-alvo da campanha.

Números foram apresentados durante Seminário Estadual sobre Influenza e Outras Doenças Respiratórias Agudas (Foto: AEN)

De acordo com o informe técnico, até março de 2017, foram 12 casos de Síndromes Respiratórias Agudas Graves (SRAG), sendo oito de Influenza H3, três de Influenza B e um de H1N1. Os casos estão localizados nos municípios de Almirante Tamandaré (1), Curitiba (2), São José dos Pinhais (1), Ponta Grossa (1), Francisco Beltrão (1), Cascavel (1), Maringá (1) e Londrina (4).

“Nosso monitoramento da gripe ocorre durante todo o ano, mas com a aproximação do inverno o trabalho precisa ser intensificado. Queremos sensibilizar nossos profissionais para que não esqueçam que ela é uma doença grave que deve ser tratada adequadamente”, disse o secretário de Estado da Saúde, Michele Caputo Neto.

Vacina

O início da campanha está marcado para o dia 17 deste mês de abril nos 399 municípios do Estado e vai até o dia 26 de maio. A mobilização nacional, também conhecida como Dia D, vai acontecer no sábado, dia 13 de maio. Nesta data, as unidades de saúde ficarão abertas durante todo o dia para vacinar a população que pertence aos grupos da campanha.

A população-alvo inclui pessoas com 60 anos ou mais, crianças de seis meses a quatro anos de idade, gestantes, puérperas (até 45 dias após o parto), profissionais de saúde, indígenas, portadores de doenças crônicas, população privada de liberdade e funcionários do sistema prisional. Neste ano, o Ministério da Saúde também incluiu para a vacinação os professores do ensino regular e superior de escolas públicas e privadas em atividade.

Tratamento

O estoque do medicamento Oseltamivir (Tamiflu), prescrito para o tratamento da gripe, foi abastecido no Estado. No mês de março, a Secretaria da Saúde distribuiu 18,6 mil tratamentos e mantém 166,2 mil em estoque no Centro de Medicamentos do Paraná.

A recomendação é que o medicamento seja dispensado para qualquer caso suspeito de gripe, mesmo sem confirmação laboratorial. O tratamento precoce reduz significativamente as chances de agravamento do quadro clínico do paciente.

Receba notícias no seu WhatsApp.

Leitores que se cadastrarem no serviço serão incluídos em uma lista de transmissão diária, recebendo no celular as principais notícias do dia.

Aécio Novitski

Idealizador do Site Araucária no Ar, Jornalista (MTB 0009108-PR), Repórter Cinematográfico e Fotógrafico licenciado pelo Sindijor e Fenaj sobre o número 009108 TRT-PR

Leia também

Deixe uma resposta

Botão Voltar ao topo

Notamos que você possui um
ad-blocker ativo!

Produzir um conteúdo de qualidade exige recursos.
A publicidade é uma fonte importante de financiamento do nosso conteúdo.
Para continuar navegando, por favor desabilite seu bloqueador de anúncios.