Araucária

Saiba quem deve tomar vacina de febre amarela antes de viajar

A Secretaria Municipal de Saúde de Araucária (SMSA), por meio da Divisão de Vigilância Epidemiológica, reforça as orientações no sentido de esclarecer sobre a vacinação contra febre amarela. De maneira geral, precisa tomar vacina aquele que viajará para áreas onde a vacinação é recomendada ou onde há a circulação do vírus. Uma única dose garante proteção para toda a vida.Araucária e região metropolitana de Curitiba estão localizadas em Área sem recomendação da vacina (ASRV) e, portanto, não necessitam de vacinação de maneira generalizada.

Mas é importante destacar que há grupos, como idosos e gestantes, que precisam avaliar, com a orientação de profissional de Saúde, a necessidade de viajar neste momento para áreas com risco de contágio. Há também grupos de pessoas que NÃO podem receber a vacina. É o caso de crianças menores de 9 meses de idade; mulheres amamentando crianças menores de 6 meses de idade; pessoas com alergia grave ao ovo; pessoas que vivem com HIV e que tem contagem de células CD4 menor que 350; pessoas em de tratamento com quimioterapia/ radioterapia; pessoas portadoras de doenças autoimunes (lúpus, vitiligo, diabetes do tipo 1, esclerose múltipla, entre outras); e pessoas submetidas a tratamento com imunossupressores (que diminuem a defesa do corpo).

Viagens nacionais: Para viagens nacionais, o morador de Araucária pode se informar se a localidade destino está na lista do Ministério da Saúde que recomenda vacinação contra febre amarela: CLIQUE AQUI . Nesta mesma lista, Araucária e outros municípios da região aparecem como Área sem recomendação de vacina.

O viajante que mora em área sem recomendação e vai viajar para área também sem recomendação, não precisa se vacinar. Contudo, é fundamental que todos os brasileiros mantenham as vacinas atualizadas, de acordo com os calendários de vacinação do Programa Nacional de Imunizações. A recomendação orientada pelo Programa Nacional de Vacinação é de vacinar crianças que completam nove (09) meses na rotina e, pessoas com menos de 60 anos que se desloquem para as Áreas com recomendação de vacina (ACRV).

A campanha de vacinação com dose fracionada ocorre apenas em 77 municípios dos estados da Bahia, do Rio de Janeiro e de São Paulo. Nas outras áreas com recomendação da vacina serão utilizadas dose-padrão (com proteção para toda a vida). Por estar em área sem recomendação da vacina, Araucária não está realizando campanha de vacinação; a vacina é apenas para quem precisa da dose para viajar a áreas com recomendação.

Viagens internacionais: Já em casos de viagens internacionais, é preciso verificar se o país de destino exige o Certificado Internacional de Vacinação ou Profilaxia (CIVP), que poderá ser consultado por meio do site da Anvisa: CLIQUE AQUI. Neste caso, procure uma Unidade Básica de Saúde e informe-se a respeito dos dias e horários de vacinação, apresente o comprovante de viagem para receber a vacina. O passo seguinte é providenciar junto a um dos Postos da ANVISA (Portos, Aeroportos, etc) a emissão do certificado. O posto da ANVISA mais próximo de Araucária fica no Aeroporto Internacional Afonso Pena (Av. Rocha Pombo, S/N – Águas Belas, São José dos Pinhais – telefone: 41-3381-1281).

A vacinação é parte fundamental do planejamento de uma viagem. Viajantes com destino a países que exigem o Certificado Internacional de Vacinação recebem dose-padrão. A vacina deve ser administrada, pelo menos, 10 dias antes da viagem (dentro do Brasil ou para o exterior). O Cartão de Vacinação é um documento e deve ser guardado com zelo e em local de fácil acesso, pois pode ser exigido em algum momento para comprovar vacinação.

Outros cuidados – Tanto para a ameaça de febre amarela quanto de outras doenças transmitidas por mosquitos, recomenda-se que outras medidas de proteção individual sejam adotadas, principalmente para quem tem contraindicação para receber a vacina. O uso de repelente de insetos de acordo com as indicações do produto; o uso de calça comprida, blusas de mangas compridas e sem decotes (roupas largas e não coladas ao corpo), meias e sapatos fechados; evitar o deslocamento em áreas rurais e, principalmente, entrar em matas (a trabalho ou turismo); passar o maior tempo possível em ambientes refrigerados, fazer uso de mosquiteiros e telas nas janelas são algumas desas ações preventivas. No caso das crianças menores de 9 meses de idade (que fazem parte do grupo que não pode receber a vacina), a orientação é para que se utilize repelente de acordo com as orientações de faixa etária de cada produto, bem como utilizar mosquiteiros e/ou ambiente protegido.

Vacinação – Todas as unidades básicas de Saúde de Araucária oferecem a vacina contra febre amarela. O morador precisa estar atento já que, devido à demanda e ao prazo de validade do frasco de doses, há unidades que possuem dias e horários específicos para aplicar a vacina. A tabela a seguir apresenta a agenda de vacinação das unidades. Nas que aparece só o dia, a vacinação ocorre durante todo o período.

Desequilíbrio ambiental – A febre amarela é transmitida por mosquito infectado ao homem e também aos macacos, estes são mais vulneráveis à febre que o ser humano. Mas, por desinformação, os macacos também são vítimas dos seres humanos que vêm matando esses animais por pensar que eles transmitem a febre amarela. Além de crime ambiental, a matança dos macacos que está ocorrendo em algumas partes do país pode provocar desequilíbrio ambiental que, entre outras consequências, pode fazer com que haja cada vez mais mosquitos que possam representar risco à saúde do ser humano.

Receba notícias no seu WhatsApp.

Leitores que se cadastrarem no serviço serão incluídos em uma lista de transmissão diária, recebendo no celular as principais notícias do dia.

Aécio Novitski

Idealizador do Site Araucária no Ar, Jornalista (MTB 0009108-PR), Repórter Cinematográfico e Fotógrafico licenciado pelo Sindijor e Fenaj sobre o número 009108 TRT-PR

Leia também

Deixe uma resposta

Botão Voltar ao topo

Notamos que você possui um
ad-blocker ativo!

Produzir um conteúdo de qualidade exige recursos.
A publicidade é uma fonte importante de financiamento do nosso conteúdo.
Para continuar navegando, por favor desabilite seu bloqueador de anúncios.