Paraná

Richa nega participação de parente distante na arrecadação eleitoral

beto_richa8-oicuritibaO governador do Paraná, Beto Richa (PSDB) e o diretório estadual do partido reagiram nesta segunda-feira (30) às declarações de um ex-funcionário que disse que o empresário Luiz Abi Antoun, parente do mandatário, seria responsável por arrecadar dinheiro para a campanha do tucano. Antoun foi denunciado pelo Ministério Público na última sexta-feira (27) sob suspeita de formação de organização criminosa, falsidade ideológica e fraude à licitação. Segundo a Promotoria, ele lidera um grupo que desviou recursos públicos ao obter ilegalmente contratos para a manutenção de carros oficiais do Estado. O empresário também foi citado em uma delação premiada por Marcelo Caramori, ex-fotógrafo do governo do Estado que foi preso em outra investigação, por suspeita de exploração sexual de menores e por estupro de vulnerável. Ele disse que Antoun seria o “caixa financeiro” das campanhas de Richa.

O Ministério Público não divulgou o teor dos depoimentos de Caramori sob a alegação de que tanto a ação que investiga os crimes sexuais quanto o processo sobre a fraude em licitações correm em segredo de justiça. Na saída da posse de novos representantes do Paraná no Banco Regional de Desenvolvimento do Extremo Sul, nesta segunda, Richa negou irregularidades na arrecadação de sua campanha à reeleição, em 2014, e desqualificou o delator. “Primeiro que esse indivíduo que faz lá as denúncias está acusado de estupro de vulnerável, então tem que ver até que ponto ele é confiável, tem credibilidade para falar alguma coisa. Todos os recursos das inúmeras campanhas de que participei são todos com origem lícita, todos registrados, e sempre tive, como nesta última eleição, minhas contas aprovadas pelo TRE”, declarou o governador. Ele também negou que Luiz Abi Antoun tenha sido arrecadador de sua campanha no ano passado. “Nós temos um comitê financeiro, um comitê de captação de recursos, e ele nunca fez parte. Isso está tudo registrado, não temos o que temer em relação a essa situação. Ao contrário, queremos que o mais rápido possível isso seja esclarecido”, completou.

Abi Antoun é conhecido em Londrina como “primo” de Beto Richa e usaria a proximidade com ele para exercer influência política. O governo do Paraná afirma que a bisavó do tucano era irmã da avó de Abi Antoun e que, de acordo com o Código Civil, isso não configura parentesco. O PSDB-PR também reagiu às declarações de Caramori e prometeu processar o delator, informação repetida por Richa em sua entrevista coletiva. Em nota, o partido rechaçou as declarações do ex-assessor do governo. “O Sr. Luiz Abi Antoun não tratou de arrecadação para a campanha eleitoral. Essa tarefa era de responsabilidade do Comitê Financeiro, do qual o Sr. Luiz Abi Antoun nunca fez parte. Diante dessas informações, o PSDB-PR adianta que vai processar judicialmente o Sr. Marcelo Caramori, preso por envolvimento em caso de exploração sexual de menores”, diz o texto divulgado pela sigla, que também afirmou que todas as doações foram legais e registradas à Justiça Eleitoral.

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS)  

Receba notícias no seu WhatsApp.

Leitores que se cadastrarem no serviço serão incluídos em uma lista de transmissão diária, recebendo no celular as principais notícias do dia.

Aécio Novitski

Idealizador do Site Araucária no Ar, Jornalista (MTB 0009108-PR), Repórter Cinematográfico e Fotógrafico licenciado pelo Sindijor e Fenaj sobre o número 009108 TRT-PR

Leia também

Deixe uma resposta

Botão Voltar ao topo

Notamos que você possui um
ad-blocker ativo!

Produzir um conteúdo de qualidade exige recursos.
A publicidade é uma fonte importante de financiamento do nosso conteúdo.
Para continuar navegando, por favor desabilite seu bloqueador de anúncios.