Araucária

Repar teve parada não programada de duas semanas em dezembro

A Petrobras confirmou nesta quinta-feira (8) uma parada não programada de quase duas semanas daRefinaria Presidente Getúlio Vargas (Repar), em Araucária, na Região Metropolitana de Curitiba, por problema em equipamento. A companhia frisou que o mercado foi abastecido conforme o programado.

Dirigentes sindicais disseram na quarta-feira (7) que a unidade U-2200 de craqueamento da refinaria, que tem capacidade para processar 208 mil barris/dia, foi paralisada em 21 de dezembro e religada no início de janeiro.

“O retorno à operação ocorreu no dia 2 de janeiro, atendendo aos procedimentos de segurança na intervenção. Neste período, o mercado foi abastecido conforme programado”, disse a Petrobras em nota à Reuters, sem dar mais detalhes.

Histórico de problemas

A parada não programada é o segundo problema sério de operação na Repar em um ano. Um incêndio na unidade de destilação atmosférica da refinaria fechou a unidade por quase um mês, no fim de 2013.

O último problema na Repar, que fornece cerca de 10% do combustível produzido no Brasil, ameaçou seriamente o abastecimento de gasolina na parte norte de Santa Catarina, disse um funcionário da indústria com conhecimento direto do sistema de distribuição de combustíveis do país.

Receba notícias no seu WhatsApp.

Leitores que se cadastrarem no serviço serão incluídos em uma lista de transmissão diária, recebendo no celular as principais notícias do dia.

Aécio Novitski

Idealizador do Site Araucária no Ar, Jornalista (MTB 0009108-PR), Repórter Cinematográfico e Fotógrafico licenciado pelo Sindijor e Fenaj sobre o número 009108 TRT-PR

Leia também

Deixe uma resposta

Botão Voltar ao topo

Notamos que você possui um
ad-blocker ativo!

Produzir um conteúdo de qualidade exige recursos.
A publicidade é uma fonte importante de financiamento do nosso conteúdo.
Para continuar navegando, por favor desabilite seu bloqueador de anúncios.