ParanáPolítica

“Quero que o PMDB volte a governar o Paraná”, diz Requião ainda sem definir se será candidato

Ele tem 76 anos, mas a idade nem de longe parece ser um empecilho para que tenha muitos planos políticos no futuro. Roberto Requião de Mello e Silva é advogado, jornalista, urbanista e político brasileiro, ou melhor, militante, como prefere dizer. Senador, sabe que seu mandato chega ao fim no final de 2018. E se candidatará a quem em outubro do ano que vem? Depende, diz ele em entrevista à Banda B.

“O PMDB tem a obrigação de lançar candidato próprio ao Governo no ano que vem. E também terá candidato ao Senado. Coloco meu nome à disposição do partido. É uma decisão partidária e meu maior interesse que o velho PMDB de guerra volte a governar o Paraná”, afirmou.

Serão duas vagas ao Senado em 2018 e há a possibilidade de Requião disputar tanto a reeleição quanto o Governo. O que ele faz questão de frisar é que o PMDB daqui é diferente do PMDB nacional. “São PMDBs completamente diferentes. O PMDB do Paraná quer que o presidente Michel Temer seja submetido ao processo legal, com direito à defesa, mas que a denúncia prossiga para o STF. Se as acusações forem comprovadas, o que me parece que é pois as acusações são claras, cadeia pra eles. Sou a favor da investigação até porque a corrupção continua. Um Congresso hoje marcado por benesses, troca de emendas, uma vergonha. E no Paraná não é diferente, vemos a mesma coisa”, diz.

Requião também fez várias críticas ao Governo Beto Richa durante a entrevista, que faz parte de uma série que a Banda B vem fazendo com pré-candidatos ao Governo do Paraná em 2018. “Tenho uma preocupação muito grande com o Paraná. Temos hoje um dos estados mais precarizados do país no que diz respeito á moralidade. São inúmeras operações como a Publicano, Quadro-Negro entre outras. Uma corrupção sem limites e sem precedentes na história do estado. Não temos Governo, o que temos é uma organização para delinqüir e isso não pode continuar”, atacou o peemedebista.

O senador reforçou que o PMDB tem quadro no Paraná e pode mudar isso. “Nosso partido tem um quadro de nomes com experiência, é sério no combate à corrupção e pode desarmar esta ratoeira que se transformou o nosso estado e brigar contra a corrupção. Temos como reagir e voltar a trilhar o caminho da decência e do desenvolvimento”, concluiu.

A Banda já ouviu o pré-candidato Osmar Dias, pelo PDT (ver relacionada) e nos próximos dias deve entrevistar outros nomes que se colocam como opção na disputa ao Governo no ano que vem.

 

BANDAB

Receba notícias no seu WhatsApp.

Leitores que se cadastrarem no serviço serão incluídos em uma lista de transmissão diária, recebendo no celular as principais notícias do dia.

Aécio Novitski

Idealizador do Site Araucária no Ar, Jornalista (MTB 0009108-PR), Repórter Cinematográfico e Fotógrafico licenciado pelo Sindijor e Fenaj sobre o número 009108 TRT-PR

Leia também

Deixe uma resposta

Botão Voltar ao topo

Notamos que você possui um
ad-blocker ativo!

Produzir um conteúdo de qualidade exige recursos.
A publicidade é uma fonte importante de financiamento do nosso conteúdo.
Para continuar navegando, por favor desabilite seu bloqueador de anúncios.