Paraná

PRF leiloa mais de 700 veículos retidos em pátios da corporação no Paraná

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) realiza na próxima quinta-feira (31) em Curitiba mais um leilão de veículos retidos nos pátios da instituição. Entre os 723 carros leiloados, 140 estão conservados e têm condições de rodar. Os outros itens serão negociados como sucata, destinados ao desmonte e reaproveitamento de peças.

Os lances mínimos dos veículos conservados variam de R$ 50 a R$ 1.500. Os itens podem ser examinados pessoalmente pelos interessados, nos cinco dias que antecedem o leilão, de segunda a sexta-feira, das 9 às 16 horas.

Já os lotes podem ser conferidos no site da empresa responsável pelo leilão, pelo endereço www.nakakogueleiloes.com.br.

A PRF mantém hoje cerca de 7,7 mil veículos retidos em seus pátios no estado. Serão negociados no leilão da próxima semana veículos retidos nas unidades da PRF em Tijucas do Sul, Araucária, Colombo, Mandirituba, Balsa Nova, Campina Grande do Sul e São José dos Pinhais.

Esse é o primeiro de quatro leilões marcados para 2017. O segundo leilão acontecerá no dia 28 de setembro, em Foz do Iguaçu. E o terceiro, no dia de 19 de outubro, em Londrina. Em Foz do Iguaçu serão leiloados cerca de mil veículos. Em Londrina, 1,5 mil. Ainda não há data definida para o quarto leilão.

Conforme o artigo 328 do Código de Trânsito, o veículo recolhido que não vier a ser reclamado por seu proprietário dentro de um prazo de dois meses pode ser avaliado e levado a leilão.

 

PRF

Receba notícias no seu WhatsApp.

Leitores que se cadastrarem no serviço serão incluídos em uma lista de transmissão diária, recebendo no celular as principais notícias do dia.

Aécio Novitski

Idealizador do Site Araucária no Ar, Jornalista (MTB 0009108-PR), Repórter Cinematográfico e Fotógrafico licenciado pelo Sindijor e Fenaj sobre o número 009108 TRT-PR

Leia também

Deixe uma resposta

Botão Voltar ao topo

Notamos que você possui um
ad-blocker ativo!

Produzir um conteúdo de qualidade exige recursos.
A publicidade é uma fonte importante de financiamento do nosso conteúdo.
Para continuar navegando, por favor desabilite seu bloqueador de anúncios.