Araucária

Prefeitura de Araucária vai dar aumento de 8,47% e antecipar décimo terceiro

Por Aécio Novitski / Da Redação

Mesmo em tempos de crise, a Prefeitura de Araucária ajustou as finanças e vai dar um aumento de quase 9% para os servidores (8,47%, referente ao IPCA do último ano). Essa reposição salarial será paga em duas parcelas, novembro e dezembro. Os cargos comissionados (cc´s), não terão aumento.

O décimo terceiro salário também será pago antecipadamente, sendo a primeira parte em outubro e a segunda em dezembro. Mesmo a lei prevendo que o décimo pode ser pago nos meses 11 e 12, a Prefeitura decidiu antecipar a primeira parcela.

Para chegar às datas, a administração municipal precisou estudar a perspectiva de arrecadação ao longo do ano e vai ter que continuar realizando esforços para economizar onde for possível e sem comprometer o atendimento à população.

Os sindicatos, cientes da crise financeira pela qual passa o município, compreenderam os esforços da administração para manter os pagamentos em dia e ainda oferecer esta reposição salarial, optou por não fazer greves nem paralisações. Com isso, quem ganhou foi a população que não foi prejudicada.

Finanças

Sempre prezando pelo diálogo, a Prefeitura tem feito questão de apresentar dados atualizados sobre a situação financeira do município e o gasto com pessoal aos sindicatos e também aos servidores em geral bem como a população. Este gesto de transparência visa esclarecer e dar a real noção do momento pelo qual passa o município.

O índice de gasto com pessoal acima de 51,3% (no momento está em 54,42%) , que é o recomendado na Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF), exige uma série de medidas e impõe restrições. Uma dessas restrições apontadas pela LRF é a contratação de novos servidores (já que isso impacta no aumento de gastos da folha). Isso não afeta só a rotina dos servidores, mas da administração como um todo.

Os investimentos realizados até o momento são frutos de um grande trabalho para usar de forma mais eficiente os recursos próprios e de conseguir novos recursos junto aos governos do Estado e Federal. Mas é preciso levar em conta que o cenário financeiro estadual e nacional também não contribui para boas perspectivas de aumento na arrecadação a curto prazo. A queda no PIB e na produção industrial (incluindo a área de derivados de petróleo, produto decisivo para a economia de Araucária), cortes no orçamento e queda no comércio varejista terão impacto direto nos repasses para o município.

 

Receba notícias no seu WhatsApp.

Leitores que se cadastrarem no serviço serão incluídos em uma lista de transmissão diária, recebendo no celular as principais notícias do dia.

Tags

Aécio Novitski

Idealizador do Site Araucária no Ar, Jornalista (MTB 0009108-PR), Repórter Cinematográfico e Fotógrafico licenciado pelo Sindijor e Fenaj sobre o número 009108 TRT-PR

Leia também

Deixe uma resposta

Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar

Notamos que você possui um
ad-blocker ativo!

Produzir um conteúdo de qualidade exige recursos.
A publicidade é uma fonte importante de financiamento do nosso conteúdo.
Para continuar navegando, por favor desabilite seu bloqueador de anúncios.