Araucária

Prefeitura de Araucária define reposição salarial e 13º dos servidores

aérea_PauloCordeiro-700x393A Prefeitura de Araucária definiu as datas para o pagamento da reposição salarial e do 13º dos servidores. Os detalhes foram apresentados na tarde desta quinta-feira (11) a representantes de sindicatos que representam os servidores no município. Para chegar às datas, a administração municipal precisou estudar a perspectiva de arrecadação ao longo do ano e vai ter que continuar realizando esforços para economizar onde for possível e sem comprometer o atendimento à população.

Para a reposição salarial foi definido que os 8,47% (referente ao IPCA do último ano) serão pagos em duas vezes: a primeira em novembro e a segunda em dezembro. Todos os funcionários terão direito à reposição, exceto os comissionados (CCs).

Como sempre foi dito aos representantes dos sindicatos, o índice é o que o município pode custear num período que vem exigindo medidas de economia. De 2011 para 2013, o município viu a arrecadação de ISS, uma das suas principais fontes de recurso, cair 56%. Do outro lado está a folha de pagamento com uma sequência de alta nos últimos anos. Em 2014, o gasto com pessoal atingiu R$ 317 milhões e a projeção é que feche 2015 em R$ 336 milhões.

Já para o 13º salário, a primeira parcela está marcada para o mês de outubro e a segunda para dezembro (conforme determina a lei).

Situação financeira
Sempre prezando pelo diálogo, a Prefeitura tem feito questão de apresentar dados atualizados sobre a situação financeira do município e o gasto com pessoal aos sindicatos e também aos servidores em geral bem como a população. Este gesto de transparência visa esclarecer e dar a real noção do momento pelo qual passa o município.

O índice de gasto com pessoal acima de 51,3% (no momento está em 54,42%) , que é o recomendado na Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF), exige uma série de medidas e impõe restrições. Uma dessas restrições apontadas pela LRF é a contratação de novos servidores (já que isso impacta no aumento de gastos da folha). Isso não afeta só a rotina dos servidores, mas da administração como um todo.

Os investimentos realizados até o momento são frutos de um grande trabalho para usar de forma mais eficiente os recursos próprios e de conseguir novos recursos junto aos governos do Estado e Federal. Mas é preciso levar em conta que o cenário financeiro estadual e nacional também não contribui para boas perspectivas de aumento na arrecadação a curto prazo. A queda no PIB e na produção industrial (incluindo a área de derivados de petróleo, produto decisivo para a economia de Araucária), cortes no orçamento e queda no comércio varejista terão impacto direto nos repasses para o município.

Receba notícias no seu WhatsApp.

Leitores que se cadastrarem no serviço serão incluídos em uma lista de transmissão diária, recebendo no celular as principais notícias do dia.

Aécio Novitski

Idealizador do Site Araucária no Ar, Jornalista (MTB 0009108-PR), Repórter Cinematográfico e Fotógrafico licenciado pelo Sindijor e Fenaj sobre o número 009108 TRT-PR

Leia também

Deixe uma resposta

Botão Voltar ao topo

Notamos que você possui um
ad-blocker ativo!

Produzir um conteúdo de qualidade exige recursos.
A publicidade é uma fonte importante de financiamento do nosso conteúdo.
Para continuar navegando, por favor desabilite seu bloqueador de anúncios.