Araucária

Prefeitura apresenta cenário financeiro ao sindicato dos funcionários

37_reuniao_sifar1-700x466No dia seguinte à reunião com os representantes do sindicato dos professores, hoje (28) foi a vez de membros da administração municipal receberem os representantes do Sindicato dos Servidores de Araucária (Sifar). Mais uma vez o encontro foi no Salão Nobre e os presentes puderam esclarecer dúvidas sobre diversos temas relacionados aos interesses do quadro funcional e a situação financeira da Prefeitura.

Conversas com sindicatos são prática comum desde o início da atual gestão. O encontro ocorreu após o fechamento do 1º quadrimestre de 2015 justamente para a administração poder apresentar dados atualizados sobre a situação financeira da Prefeitura. Os representantes do sindicato puderam conferir a apresentação de números que mostram o quadro financeiro da Prefeitura bem como os impactos da crise nacional e estadual no município.

O secretário de Planejamento Márcio Souza Villela apresentou um balanço da evolução de receitas e despesas do município bem como o cenário financeiro do estado e do país que têm impacto direto sobre recursos para o município. É preciso destacar que o cenário externo é preocupante: queda na produção industrial nacional (-5,9% no 1º trimestre), queda no Fundo de Participação dos Municípios (-11% em relação a 2014), projeção de queda do PIB (-1,24%), queda de geração de empregos nacional (-4,6% no 1º trimestre de 2015), corte no orçamento federal de quase R$ 70 bilhões. No âmbito estatual, é preciso destacar a queda na produção de veículos automotivos (-37,5%), na produção de minerais não metálicos (-18,5%) e, o que mais preocupa Araucária, na produção de derivados de petróleo (-10,4%).

O ISS, um dos principais impostos de Araucária, teve queda 56% na arrecadação de ISS em 2013 em relação a 2011. Só entre 2012 e 2013 a queda de quase R$ 50 milhões. Junte-se a isso o aumento constante da folha de pagamento dos servidores. Por mês são cerca de R$ 24 milhões. A combinação entre queda de receita e aumento de despesa causou a crise que compromete novos investimentos no município bem como atender a algumas reivindicações dos servidores.

O índice da folha de pessoal recentemente chegou a 54,42%, índice muito superior ao limite de 51,3% recomendado pela Lei de Responsabilidade Fiscal. Mesmo com as ações já tomadas para contenção de despesas, e sem poder conceder aumentos e benefícios, o crescimento da folha preocupa. Tanto que os representantes da administração, mais uma vez, destacaram ao sindicato os esforços para pagar os salários como também para manter os serviços à população. “Diante dessa crise, daqui pra frente, Araucária tem que começar uma nova história. Falo como servidor de carreira que sou”, avaliou o secretário de Finanças Sidney Azarias Inácio, referindo-se à fartura de recursos do município que ficou no passado.

Participaram da reunião as secretarias de Governo, Planejamento, Educação, Gestão de Pessoas, Finanças, Saúde, além da Procuradoria Geral do Município.

SMCS / Foto Carlos Poly

Receba notícias no seu WhatsApp.

Leitores que se cadastrarem no serviço serão incluídos em uma lista de transmissão diária, recebendo no celular as principais notícias do dia.

Aécio Novitski

Idealizador do Site Araucária no Ar, Jornalista (MTB 0009108-PR), Repórter Cinematográfico e Fotógrafico licenciado pelo Sindijor e Fenaj sobre o número 009108 TRT-PR

Leia também

Deixe uma resposta

Botão Voltar ao topo

Notamos que você possui um
ad-blocker ativo!

Produzir um conteúdo de qualidade exige recursos.
A publicidade é uma fonte importante de financiamento do nosso conteúdo.
Para continuar navegando, por favor desabilite seu bloqueador de anúncios.