Paraná

Prefeitos da RMC aprovam criação de fórum para decisões unificadas sobre a Covid-19

Uma equipe de técnicos da área da Saúde orientará os prefeitos, para que se tenham decisões comuns

Redação com assessoria

Em uma reunião com representantes do Governo do Paraná e da Prefeitura de Curitiba, os prefeitos da região metropolitana de Curitiba aprovaram, na manhã da última sexta-feira (22), a criação de um Fórum de Gerenciamento Metropolitano que unificará as ações e tomadas de decisões relacionadas à pandemia de coronavírus. Uma equipe de técnicos da área da Saúde orientará os prefeitos, para que se tenham decisões comuns.

A inciativa da reunião, que teve a participação do secretário de Saúde do Paraná, Beto Preto, foi da Associação dos Municípios da Região Metropolitana de Curitiba (Assomec). De acordo com o presidente da Assomec e prefeito de Fazenda Rio Grande, Márcio Wosniack, os prefeitos sentiam a necessidade da criação deste fórum. “Buscamos unificar ações e tomadas de decisões por técnicos de saúde, para que medidas de isolamento social sejam comuns entre a capital e a região metropolitana de Curitiba” , descreveu.

Wosniack explicou na prática como esse fórum funcionará. “Por exemplo, Curitiba resolve abrir os shoppings e a região metropolitana não, então o melhor seria tomar uma decisão em conjunto. Se minha cidade, Fazenda Rio Grande, fecha as academias, mas a vizinha Araucária abre, o pessoal vai para lá e traz o vírus para cá. A ideia é que a gente tenha um parâmetro e tome a mesma decisão, especialmente no primeiro anel metropolitano, que faz limite com a capital”, destacou.

Ainda, o presidente da Assomec salientou que com o fórum não ficarão ônus aos prefeitos, que muitas vezes são pressionados a tomarem decisões. “Estamos tentando criar um documento único que tenha força para dizer o que temos que fazer, para que não fique nas costas dos prefeitos, que eles não tomem sozinhos um decisão difícil e que comprometa a saúde do povo da cidade e de toda a RMC (região metropolitana de Curitiba)”, disse.

Presente na reunião, o secretário de Estado da Saúde, Beto Preto, reforçou que o isolamento social segue como principal arma contra a transmissão e circulação do Covid-19. “Infelizmente temos observado um aumento no número de casos, claramente resultado de um relaxamento que tivemos há 15 dias, quando iniciamos o pagamento do auxílio emergencial e comemoramos o Dia das Mães”, explicou.

Preocupação

Uma das principais preocupações diz respeito ao transporte coletivo. Presidente da Coordenação da Região Metropolitana de Curitiba (Comec), Gilson Santos ressaltou que a agência vem buscando constantemente ações para evitar ao máximo a aglomeração dentro dos veículos, considerados potenciais propagadores da doença.

A alternativa, destacou, é contar a parceria da iniciativa privada na flexibilização dos horários de entrada e saída dos trabalhadores. “Infelizmente o distanciamento social recomendado é impraticável dentro do transporte coletivo. Por isso, as pessoas e empresas precisam fazer a sua parte, alterando os horários de trabalho”, afirmou Santos.

Fórum

O fórum será formado por técnicos da Assomec e da Comesp (Consórcio Metropolitano de Saúde do Paraná). Na reunião, representando o prefeito Rafael Greca, esteve uma procuradora do município.

Receba notícias no seu WhatsApp.

Leitores que se cadastrarem no serviço serão incluídos em uma lista de transmissão diária, recebendo no celular as principais notícias do dia.

Aécio Novitski

Idealizador do Site Araucária no Ar, Jornalista (MTB 0009108-PR), Repórter Cinematográfico e Fotógrafico licenciado pelo Sindijor e Fenaj sobre o número 009108 TRT-PR

Leia também

Deixe uma resposta

Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar

Notamos que você possui um
ad-blocker ativo!

Produzir um conteúdo de qualidade exige recursos.
A publicidade é uma fonte importante de financiamento do nosso conteúdo.
Para continuar navegando, por favor desabilite seu bloqueador de anúncios.