ParanáPolícia

Policial civil se levanta de mesa durante assalto em restaurante e morre baleado por bandidos

O policial civil Nielsen Custódio da Silva foi morto por bandidos durante um assalto a um restaurante japonês, no bairro Vila Izabel, em Curitiba. Silva jantava com a namorada na noite desta terça-feira (28) quando bandidos anunciaram o assalto. Ele reagiu e foi baleado. Os suspeitos ainda não foram encontrados.

O restaurante fica na rua Tabajaras próximo a rua Professor Ulisses Vieira. Segundo a Polícia Civil, quatro homens armados entraram no local e anunciaram o assalto. Não há confirmação de que o policial tenha reagido ou sacado a arma que levava com ele, mas o delegado Rubens Recalcatti, da Divisão de Crimes contra o Patrimônio, acredita que ele tenha se levantado para tentar evitar o assalto. “Ele tinha pouco tempo de polícia, estava agora na Furtos e Roubos. Jantava aqui com a namorada quando esses marginais chegaram e deram o tiro. Ele não resistiu e agora vamos correr atrás desses marginais. Eu acredito que ele como policial, após o anúncio do assalto, tenha se levantado para ir em direção dos bandidos”, disse o delegado.

Dois dos bandidos estavam armados e o disparo atingiu o peito do policial, que não resistiu à espera por socorro. Celulares, pertences pessoais de clientes e a arma do policial foram levados pelos criminosos. De acordo com uma testemunha, a ação foi rápida. “Eu estava passando em frente, vi uns rapazes entrando e logo em seguida ouvi o tiro. Chamei o Siate, mas não deu. Foi difícil, nunca vi nada parecido, travei, vi a mulher dele naquele estado. Nossa, sem palavras”, descreveu.

O Serviço Integrado de Atendimento ao Trauma em Emergência (Siate) foi acionado, mas o investigador já estava morto. “É muito triste ver nossos homens morrendo. Recentemente, o guarda, agora o investigador. Ele aqui sozinho, a família toda do Rio de Janeiro. Agora precisamos contar com a população”, finalizou o delegado.

Polícia Militar, Civil e Guarda Municipal passaram a madrugada fazendo patrulhamento por toda a cidade. O celular de um dos clientes, levados pelos bandidos, estava sendo rastreado pela polícia. O investigador era carioca, entrou para a polícia na turma de 2011 e aos 37 anos estava lotado na Delegacia de Furtos e Roubos (DFR) de Curitiba, onde atuava como investigador.

BandaB

Receba notícias no seu WhatsApp.

Leitores que se cadastrarem no serviço serão incluídos em uma lista de transmissão diária, recebendo no celular as principais notícias do dia.

Tags

Aécio Novitski

Idealizador do Site Araucária no Ar, Jornalista (MTB 0009108-PR), Repórter Cinematográfico e Fotógrafico licenciado pelo Sindijor e Fenaj sobre o número 009108 TRT-PR

Leia também

Deixe uma resposta

Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar

Notamos que você possui um
ad-blocker ativo!

Produzir um conteúdo de qualidade exige recursos.
A publicidade é uma fonte importante de financiamento do nosso conteúdo.
Para continuar navegando, por favor desabilite seu bloqueador de anúncios.