Paraná

Polícia do Paraná passa a usar helicópteros em operações noturnas

noticia_897712_img1_helicoptero

A Segurança Pública do Paraná conta, desde sexta-feira (20), com um novo aliado no combate à criminalidade: as operações aéreas policiais serão mais frequentes no período noturno. Para garantir a ação, foi assinado um termo de compromisso entre o Batalhão de Polícia Militar de Operações Aéreas (Bpmoa) e o Centro Integrado de Defesa Aérea e Controle de Tráfego Aéreo (Cindacta II), que é responsável pelo controle da movimentação aérea no Sul e parte do Sudeste do País. A assinatura foi no Cindacta, no bairro Bacacheri, em Curitiba.

A ação ocorrerá, inicialmente, em Curitiba. Para voar, os helicópteros do Governo do Estado precisam de autorização prévia do Cindacta. O documento assinado nesta sexta-feira regulamenta o procedimento, ao autorizar e priorizar voos noturnos das aeronaves do Bpmoa para atendimento a ocorrências e operações policiais de patrulhamento, resgate e transporte. A autorização válida até agora era somente para o período diurno.

GRANDE APOIO – Pela agilidade no deslocamento e visão privilegiada, a aeronave pode fazer a diferença em uma ocorrência. O secretário da Segurança Pública e Administração Penitenciária, Fernando Francischini, disse que os helicópteros poderão, inclusive, serem acionados imediatamente para acompanhar uma perseguição após roubo a caixa eletrônico.

“O helicóptero é uma excelente ferramenta de combate ao crime, agora também durante a noite”, disse Francischini. “O governador Beto Richa pediu que colocássemos a estrutura que já existia para operar de acordo com a técnica policial. Temos um grande apoio da Força Aérea e do Cindacta”, afirmou ele, que acompanhou a assinatura do documento, juntamente com o subcomandante-geral da PM, coronel Nerino Mariano de Brito.Francischini também visitou as instalações do Cindacta.

ROTAS E HORÁRIOS – De acordo com o comandante da unidade aérea da PM, tenente-coronel AdonisNobosFuruushi, as ações ocorrerão, inicialmente, em Curitiba. “O documento leva informações sobre abrangência de território, rotas e horários em que as aeronaves poderão trafegar”, explicou.

Pelo Cindacta, o coronel aviador José Vagner Vital destacou a importância de facilitar as operações de Segurança Pública. “Nós procuramos, com este acordo operacional, contribuir com as operações, fazendo com que as decolagens sejam mais eficientes tanto de dia quanto à noite, de tal maneira que tanto as operações de evacuação, de cuidado com enfermos, transplantes, como as policiais possam ocorrer com mais facilidade, usando o código adequado. Assim ganhamos mais tempo e eficiência nas ações de segurança”, afirmou.

AEN

Receba notícias no seu WhatsApp.

Leitores que se cadastrarem no serviço serão incluídos em uma lista de transmissão diária, recebendo no celular as principais notícias do dia.

Aécio Novitski

Idealizador do Site Araucária no Ar, Jornalista (MTB 0009108-PR), Repórter Cinematográfico e Fotógrafico licenciado pelo Sindijor e Fenaj sobre o número 009108 TRT-PR

Leia também

Deixe uma resposta

Botão Voltar ao topo

Notamos que você possui um
ad-blocker ativo!

Produzir um conteúdo de qualidade exige recursos.
A publicidade é uma fonte importante de financiamento do nosso conteúdo.
Para continuar navegando, por favor desabilite seu bloqueador de anúncios.