ParanáPolícia

Polícia aguarda na delegacia marido que matou jovem na frente dos filhos; há denúncia de paradeiro

A Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) aguarda a apresentação de Cristiano Gonçalves Alves da Lara, 27 anos, principal suspeito pela morte da esposa Andressa Jaqueline Mendes da Silva, 23 anos, no fim de semana. A jovem foi morta a facadas, na frente dos filhos de 3 e 7 anos, dentro da casa da família. Cristiano fugiu do local e as crianças procuraram ajuda de vizinhos. Passado o flagrante de 24 horas após o crime, a polícia espera que ele se apresente à delegacia para prestar depoimento. O inquérito já está instaurado e o pedido de prisão pode ser feito a qualquer momento, caso Cristiano continue foragido.

O crime revoltou familiares e amigos da jovem, que usam as redes sociais para mensagens de luto e indignação. O delegado responsável pelo caso Osmar Feijó garantiu que a suspeita pelo marido já está nos autos. “Está constatado que o marido é o suspeito e a gente espera que ele se apresente ao lado de um advogado. Estamos aguardando que isso ocorra e, paralelo a isso, seguimos com as investigações e diligências necessárias para instruir esse inquérito policial”, declarou, em entrevista à Banda B.

A irmã da vítima já foi ouvida pela polícia e deu detalhes sobre o relacionamento do casal, que estava junto há cerca de sete anos. “Ela falou que as brigas entre eles eram constantes, mas não sabia o que poderia ter causado o fato em si porque não foi presenciado por ela”, contou o delegado.

O casal não tinha qualquer histórico policial, mesmo diante do relacionamento conturbado. “Não tem nenhum Boletim de Ocorrência (BO) envolvendo os dois, nenhuma medida, nada registrado. Estamos investigando se houve algum pedido de ajuda a familiares ou de maneira informal”, descreveu.

O inquérito prevê depoimentos de familiares do Cristiano, bem como vizinhos e outros amigos do casal. “Precisamos saber se isso já vinha sido planejado ou se foi uma ação violenta, em que perdeu a cabeça em uma discussão. Pelo que consta, há ameaças, mas não agressões anteriores”, detalhou.

Ciúme

Para a polícia, um dos motivos das brigas era o ciúme exacerbado que Cristiano tinha da esposa. “Uma das ameaças que ele fazia era de que, em caso de rompimento no casamento, ele se mataria. Eles já estavam há anos juntos e relacionamento era bastante conturbado”, disse Feijó à Banda B.

Entre as últimas discussões, estava a exigência de Cristiano para que Andressa deixasse o emprego. “O Cristiano desconfiava de que ela pudesse se envolver com alguém do trabalho e o ciúmes doentio já estava imperando nesse relacionamento”, completa o delegado.

Paradeiro

Diversas informações sobre o paradeiro de Cristiano circulam pelas redes sociais relatando que o marido de Andressa estaria escondido na casa de parentes, desde a noite de sábado. “Ele não está mais em situação de flagrante e, por isso, pode ser que esteja na casa de parentes, sim. O que nos resta é esperar uma possível apresentação dele à delegacia. Caso isso não ocorra, vai ser representado pela prisão dele à Justiça Criminal e, então, sairemos ao encontro dele”,

Para o delegado, o ato de ir até a delegacia depois do flagrante se tornou comum em crimes passionais. “As pessoas acabam cometendo crime por uma motivação de momento, como nesse caso que começou com uma discussão. Quando o advogado da vítima toma conhecimento do caso, muitas vezes, até já passou o prazo final da decretação do flagrante”, finalizou o delegado.

 

BANDAB

Receba notícias no seu WhatsApp.

Leitores que se cadastrarem no serviço serão incluídos em uma lista de transmissão diária, recebendo no celular as principais notícias do dia.

Aécio Novitski

Idealizador do Site Araucária no Ar, Jornalista (MTB 0009108-PR), Repórter Cinematográfico e Fotógrafico licenciado pelo Sindijor e Fenaj sobre o número 009108 TRT-PR

Leia também

Deixe uma resposta

Botão Voltar ao topo

Notamos que você possui um
ad-blocker ativo!

Produzir um conteúdo de qualidade exige recursos.
A publicidade é uma fonte importante de financiamento do nosso conteúdo.
Para continuar navegando, por favor desabilite seu bloqueador de anúncios.