Paraná

PF confirma redução de efetivo da Lava Jato no Paraná

Em nota oficial, a Polícia Federal em Brasília afirmou neste domingo (21) que conta com efetivo “adequado à demanda existente para trabalhar” nas investigações a crimes de combate à corrupção e lavagem de dinheiro. A nota confirma que houve redução do efetivo da Força-Tarefa Lava Jato. (Leia abaixo a nota na íntegra)

Desde o início do ano, o número de delegados federais caiu de nove para quatro, que são responsáveis pelos 180 inquéritos em andamento. A informação foi divulgada neste domingo pelo Jornal Estadão.

O efetivo reduziu de 60 para 40 agentes, que não tem mais atuação exclusiva. A força tarefa sofre com o corte de 44% do orçamento de custeio para este ano previstos pela União.

A PF afirma na nota que a “adequação” está relacionada às “inúmeras investigações a partir das últimas delações homologadas pelo Supremo Tribunal Federal”.

“Diante desse cenário, o contingente de policiais federais especializados no combate à corrupção e lavagem de dinheiro em todo o país tem sido readequado, de acordo com as demandas de todas as unidades da PF, o que inclui a Superintendência Regional no Paraná”, diz a nota assinada pela Divisão de Comunicação Social da Polícia Federal, por Brasília.

O Ministério da Justiça também confirma a redução para todas as áreas, mas reitera, em nota, que isso não deve afetar as ações da Lava Jato.

No mês passado, o delegado Márcio Anselmo, que iniciou as investigações, foi transferido para Vitória, onde assumiu a Corregedoria da PF, no Espírito Santo e não foi substituído.

Este é o primeiro corte de custeio nas investigações da operação, registrado nos últimos três anos, quando se iniciou a apuração das denúncias envolvendo a Petrobrás. A previsão do Orçamento da União de 2017 para o Ministério da Justiça é de R$ 13 bilhões. Deste montante, somente para a Polícia Federal, são R$ 6 bilhões.

Leia a nota da PF:

“Sobre a matéria “Governo reduz equipe da Lava Jato e corta verba da PF”, publicada hoje (21/05) pelo jornal O Estado de São Paulo, a Polícia Federal informa:

1. Estão sendo instauradas inúmeras investigações a partir das últimas delações homologadas pelo Supremo Tribunal Federal;

2. Cerca de quinze unidades da Federação, com destaque para o Distrito Federal, São Paulo, Rio de Janeiro e Rio Grande do Sul, tem recebido informações e materiais provenientes desses acordos;

3. Como é de conhecimento público, outras inúmeras operações de grande envergadura estão em andamento em vários estados;

4. Diante desse cenário, o contingente de policiais federais especializados no combate à corrupção e lavagem de dinheiro em todo o país tem sido readequado, de acordo com as demandas de todas as unidades da PF, o que inclui a Superintendência Regional no Paraná;

5. Por sua vez, a própria Superintendência Regional no Paraná entende que o efetivo atual está adequado à demanda existente. Caso haja necessidade, haverá reforço de policiais;

6. A Polícia Federal reafirma seu compromisso público de trabalhar arduamente no combate à corrupção e na elucidação dos casos investigados.”

 

Paraná Portal

Receba notícias no seu WhatsApp.

Leitores que se cadastrarem no serviço serão incluídos em uma lista de transmissão diária, recebendo no celular as principais notícias do dia.

Aécio Novitski

Idealizador do Site Araucária no Ar, Jornalista (MTB 0009108-PR), Repórter Cinematográfico e Fotógrafico licenciado pelo Sindijor e Fenaj sobre o número 009108 TRT-PR

Leia também

Deixe uma resposta

Botão Voltar ao topo

Notamos que você possui um
ad-blocker ativo!

Produzir um conteúdo de qualidade exige recursos.
A publicidade é uma fonte importante de financiamento do nosso conteúdo.
Para continuar navegando, por favor desabilite seu bloqueador de anúncios.