Paraná

Paraná é exemplo de prevenção na aplicação da prova do Enem, diz ministro da Educação

O ministro da Educação, Milton Ribeiro, apontou que o Paraná apresentou uma das melhores organizações para a prova do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). Ribeiro esteve em Curitiba neste domingo (17) e visitou um dos locais de prova, o Colégio Estadual Pedro Macedo. O ministro estava acompanhado pelo vice-governador, Darci Piana, e pelo secretário de Educação e do Esporte, Renato Feder.

De acordo com o ministro, o Paraná apresentou uma boa estrutura de prevenção contra a Covid na hora da aplicação do exame. Ribeiro disse ainda que as provas do Enem transcorreram de forma tranquila em todo o Brasil, com exceção do Amazonas, cujas provas foram transferidas para os dias 23 e 24 de fevereiro, em função da nova onda de contágio pelo coronavírus. “A aplicação da prova é essencial para garantir o ingresso das pessoas mais pobres à universidade. Hoje elas têm 50% das vagas nas universidades federais”, disse Ribeiro. 

Cerca de 5,6 milhões de estudantes se inscreveram para fazer o Enem em todo o Brasil, e no Paraná a previsão era de 239 mil estudantes. “O Paraná registrou um crescimento maior de inscritos no Enem 2020, com aumento de 40% em relação a prova anterior. Estes jovens, que fizeram as provas, são os mesmo que tiveram boas notas na última prova do Ideb, ranking das escolas do Brasil, que colocou o Paraná entre os três melhores estados do Brasil”, disse o vice-governador Darci Piana.

Antes de começar as provas, o ministro, o vice-governador e o secretário da Educação vistoriaram as salas de provas para se certificarem que tudo estava correto. “No Paraná, houve o cuidado que se adotassem todos os protocolos de prevenção contra a Covid, definidos pela Secretaria de Estado da Saúde”, ressaltou o secretário da Educação, Renato Feder.

NACIONAL – O ministro afirmou que, além do Amazonas, o MEC vai estudar o que fazer com dois municípios de Rondônia, Espigão do Oeste e Rolim de Moura, cujos prefeitos vetaram a aplicação da prova do Enem. O MEC pode estudar uma nova data para a aplicação dos exames. O ministro informou que cinco mil estudantes no Brasil pediram para fazer a prova nos dias 23 e 24, por apresentarem sintomas de Covid-19 ou por outras doenças infectocontagiosas.

Sobre a aplicação do Enem Digital, que envolveu 96 mil estudantes do Brasil, a expectativa do ministro é que este projeto piloto deva vingar, por facilitar a aplicação da prova e também dar mais comodidade aos alunos. “É um processo mais moderno, mais barato e facilita na correção”, complementou o secretário Renato Feder. 

QUESTÕES – Quem já participou do Exame Nacional do Ensino Médio alguma vez, deve ter percebido que, mesmo acertando a mesma quantidade de questões que um colega, as notas entre os candidatos podem ser diferentes. A diferença entre as notas finais se deve ao método de avaliação usado na prova: a TRI (Teoria de Resposta ao Item). Nesse sistema, as questões consideradas “fáceis” valorizam a nota do candidato. Por isso, aquele que errou muitas questões fáceis e acertou uma questão difícil, a TRI entende que a probabilidade de acertos por “chute” foi grande e considera essa informação na nota final. Mas, se o candidato acertou muitas questões fáceis, as médias/difíceis acabam rendendo mais pontos.

Cronograma do ENEM:

✔️ Prova Impressa: 17 e 24 de janeiro

✔️ Prova Digital: 31 de janeiro e 7 de fevereiro

✔️ Reaplicação da prova: 23 e 24 de fevereiro

✔️ Resultado Final: Previsto para 29 de março

AEN

Receba notícias no seu WhatsApp.

Leitores que se cadastrarem no serviço serão incluídos em uma lista de transmissão diária, recebendo no celular as principais notícias do dia.

Ivone Souza - Redação

Ivone Souza é jornalista graduada pelo Centro Universitário Internacional Uninter. Foi repórter e produtora de conteúdos do Portal Mediação, redatora do site Uninter Notícias, escritora e cronista. Curte teatro, uma boa leitura e é apaixonada por viagens e fotografia.

Leia também

Deixe uma resposta

Botão Voltar ao topo

Notamos que você possui um
ad-blocker ativo!

Produzir um conteúdo de qualidade exige recursos.
A publicidade é uma fonte importante de financiamento do nosso conteúdo.
Para continuar navegando, por favor desabilite seu bloqueador de anúncios.