Araucária

Para evitar cortes por inadimplência, Copel vai oferecer máquina de cartão nas residências

Um projeto-piloto desenvolvido pela Copel em Curitiba tem como objetivo facilitar o pagamento de contas em atraso e evitar o corte da energia por inadimplência. Mais de 20 equipes de eletricistas que suspendem o fornecimento em domicílios com contas pendentes na cidade estão oferecendo aos clientes a alternativa de pagamento dos débitos por meio de máquinas de cartão, evitando assim o corte.

O sistema funciona online, gerando as contas em atraso na própria máquina que aceita cartões de débito e crédito. Feito o pagamento, o consumidor recebe o comprovante por mensagem de SMS. As máquinas aceitam as bandeiras Master, Visa, Hipercard e Elo, com parcelamento em até 12 vezes.

O presidente da Copel, Jonel Iurk, explica que a tecnologia vem para melhorar a relação com o cliente. “Queremos evitar o transtorno gerado pelo corte. Ao mesmo tempo, trabalhamos na orientação sobre a adoção do débito automático, por exemplo, que hoje é a melhor alternativa para evitar que a conta seja esquecida”, comenta.

O projeto envolve eletricistas próprios e contratados, todos com identificação. Na primeira semana as equipes evitaram 178 cortes no fornecimento, que seriam efetuados caso os consumidores não tivessem quitado os débitos no momento da visita dos eletricistas. A fase de testes do projeto deve durar 90 dias.

Corte

As regras sobre serviços de energia elétrica, entre eles a suspensão por falta de pagamento, são estabelecidas pela Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), o órgão regulador do setor.

A agência determina que as distribuidoras avisem aos clientes por escrito, com antecedência mínima de 15 dias, a possibilidade da suspensão de fornecimento por falta de pagamento. Este aviso é veiculado na própria conta de luz, seja ela impressa ou digital, e na prática resulta em cortes realizados, em média, 36 após o vencimento da fatura.

As contas em atraso sofrem acréscimo de multa, juros e correção monetária, cobrados na conta do mês seguinte ao pagamento. Quando o corte é inevitável, o prazo para religação é de até 24 horas para domicílios em área urbana e de até 48 horas para áreas rurais, contadas a partir da baixa do débito junto à Copel, o que ocorre automaticamente.

Receba notícias no seu WhatsApp.

Leitores que se cadastrarem no serviço serão incluídos em uma lista de transmissão diária, recebendo no celular as principais notícias do dia.

Aécio Novitski

Idealizador do Site Araucária no Ar, Jornalista (MTB 0009108-PR), Repórter Cinematográfico e Fotógrafico licenciado pelo Sindijor e Fenaj sobre o número 009108 TRT-PR

Leia também

Deixe uma resposta

Botão Voltar ao topo

Notamos que você possui um
ad-blocker ativo!

Produzir um conteúdo de qualidade exige recursos.
A publicidade é uma fonte importante de financiamento do nosso conteúdo.
Para continuar navegando, por favor desabilite seu bloqueador de anúncios.