Brasil

Para distribuidoras, greve pode afetar abastecimento de combustível na semana que vem

Problemas mais graves de abastecimento de combustíveis como consequência da greve dos petroleiros da Petrobras, iniciada na quinta-feira passada, 29, deverão ser sentidos nos postos de gasolina na metade da próxima semana. A previsão é do Sindicato Nacional das Empresas Distribuidoras de Combustíveis e de Lubrificantes (Sindicom).

Na quarta-feira (4), a entidade fez um levantamento com as empresas associadas e não verificou “nenhum impacto perceptível”, informou o diretor de Abastecimento, Luciano Libório. Não temos preocupações para hoje, amanhã e sábado. Agora, a greve está afetando a produção nas refinarias e podemos ter problemas em meados na semana que vem”, disse Libório ao Broadcast, serviço em tempo real da Agência Estado.

O sistema de distribuição de gasolina, diesel e outros combustíveis fica de certa forma imune a ações grevistas porque a maior parte do transporte dos produtos para as distribuidoras é feito por dutos, segundo Libório. Somente algumas poucas refinarias e produtos têm de ser abastecidos diretamente.

Dessa forma, o Sindicom detectou problemas “pontuais” no interior da Bahia, onde o abastecimento é feito diretamente, e no Paraná, com diesel marítimo. “Mas é uma operação pequena”, disse Libório.

 

Gazeta do Povo

Receba notícias no seu WhatsApp.

Leitores que se cadastrarem no serviço serão incluídos em uma lista de transmissão diária, recebendo no celular as principais notícias do dia.

Aécio Novitski

Idealizador do Site Araucária no Ar, Jornalista (MTB 0009108-PR), Repórter Cinematográfico e Fotógrafico licenciado pelo Sindijor e Fenaj sobre o número 009108 TRT-PR

Leia também

Deixe uma resposta

Botão Voltar ao topo

Notamos que você possui um
ad-blocker ativo!

Produzir um conteúdo de qualidade exige recursos.
A publicidade é uma fonte importante de financiamento do nosso conteúdo.
Para continuar navegando, por favor desabilite seu bloqueador de anúncios.