Brasil

País só vacinou 16% do esperado contra sarampo e pólio; hoje é o Dia D

 

O Brasil chega hoje ao Dia D da campanha nacional de vacinação contra pólio e sarampo com cerca de 9 milhões de crianças ainda precisando ser imunizadas. Segundo os dados mais recentes do Ministério da Saúde, somente 16% do público-alvo já recebeu uma dose das vacinas.

O alcance reduzido da campanha até agora – ela teve início no dia 6 -, preocupa especialistas, que reforçam o alerta para a necessidade de proteger todas as crianças com menos de 5 anos para evitar um retorno das doenças. Hoje, todos os postos de saúde vão abrir as portas.

Após o sarampo ser considerado erradicado no Brasil em 2016, o País hoje enfrenta dois surtos da doença, segundo boletim divulgado na terça-feira: no Amazonas (910 casos confirmados, com duas mortes) e em Roraima (296 casos e quatro óbitos). Há casos isolados em São Paulo, Rio Grande do Sul, Rio, Rondônia e Pará. Ontem foram confirmados ainda dois casos em Pernambuco.

O alvo da campanha são todas as crianças com menos de 5 anos, independentemente da situação vacinal. O objetivo é criar “imunidade de grupo”, um bloqueio em que não se deixa brecha para o vírus. Isso porque pode ocorrer de uma criança ou outra não ter resposta imunológica adequada. É por isso que se toma mais de uma dose e reforços. Segundo a Secretaria da Saúde paulista, 40% das crianças dessa faixa etária já foram imunizadas contra as duas doenças no Estado.
Resposta lenta

“A resposta em campanhas de outrora foi mais rápida. A gente não chegava quase no meio da campanha com uma cobertura assim tão baixa. A impressão é de que as pessoas não estão preocupadas com o sarampo. E isso ocorre porque muita gente não sabe, não lembra o que é sarampo. Mas é preciso entender que é uma doença muito grave, que mata”, alerta Isabella Ballalai, presidente da Sociedade Brasileira de Imunizações.

“A cobertura não está no padrão. Vamos ver como será o Dia D, se a mobilização vai conseguir dar um empurrão. Sabemos que muitos esperam esse dia para se vacinar, é mais fácil por ser sábado. Mas, se não tiver retorno, será necessário pensar em novas estratégias”, comenta Cristina Albuquerque, chefe de Saúde, HIV e Desenvolvimento Infantil do Unicef no Brasil.

As especialistas sugerem aumento da busca ativa pelas crianças, em vez de esperar que os pais levem até o posto. “O Dia D vai mostrar como se comporta a vacinação por território. Com isso dá para ver onde é preciso ir. Mas é necessário também mobilizar lideranças locais, religiosas, nas escolas”, diz Cristina.

Em nota, o ministério disse que ainda não é possível avaliar se a cobertura vacinal da ação nacional está ou não satisfatória. “A campanha só termina no dia 31, e os serviços de saúde têm até 15 dias, após o encerramento, para inserir no sistema dados de doses aplicadas.” Até o momento, 996 municípios ainda não fizeram os registros.

Curitiba

Unidades de saúde que abrirão neste sábado (18/8), das 8h às 17h, para a vacinação contra sarampo e poliomielite de crianças de 12 meses a menos de 5 anos.

Distrito Sanitário do Bairro Novo

U.S Coqueiros (Rua Coronel Victor Agner Kendrick, 80 – Sitio Cercado)

U.S Osternack (Rua Miguel Rossetim, 100 – Vila Osternack)

Distrito Sanitário do Boa Vista

U.S Abranches (Rua Aldo Pinheiro, 60 – Abranches)

U.S Bairro Alto (Rua Jornalista Alceu Chochorro, 314 – Bairro Alto)

U.S Santa Cândida (Avenida Paraná, 5.050 – Santa Cândida)

Distrito Sanitário do Boqueirão

U.S Eucaliptos (Rua Lázaro Borsato, 150 – Alto Boqueirão)

U.S Vila Hauer (Rua Waldemar Kost, 650 – Hauer)

Distrito Sanitário Cajuru

U.S Cajuru (Rua Pedro Bochino, 750 – Vila Oficinas)

U.S Salgado Filho (Avenida Senador Salgado Filho, 5.265 – Uberaba)

Distrito Sanitário CIC

U.S Caiuá (Rua Arnaud Ferreira Vellozo, 200 – Cidade Industrial)

U.S Oswaldo Cruz (Rua Pedro Gusso, 3.749 – Cidade Industrial)

U.S Sabará (Rua Pedro Andretta, 3.030 – Cidade Industrial)

U.S Vila Verde (Rua Emílio Romani, 200 – Cidade Industrial)

U.S Taís Viviane Machado (Rua Gastão Natal Simone, 05 – Cidade Industrial)

Distrito Sanitário Matriz

U.S Mãe Curitibana (Rua Jaime Reis, 331 – Alto do São Francisco)

U.S Ouvidor Pardinho (Rua 24 de Maio, s/n.º – Praça Ouvidor Pardinho)

Distrito Sanitário Pinheirinho

U.S Parque Industrial (Rua Laudelino Ferreira Lopes, 1.801 – Capão Raso)

U.S Vila Clarice (Rua Eloy de Assis Fabris, 634 – Novo Mundo)

Distrito Sanitário Portão

U.S Vila Guaíra (Rua São Paulo, s/n – Vila Guaíra)

U.S Santa Quitéria II (Rua Bocaíuva, 310 – Santa Quitéria)

Distrito Sanitário Santa Felicidade

U.S Butiatuvinha (Avenida Manoel Ribas, 8.640 – Butiatuvinha)

U.S Campina do Siqueira (Rua General Mário Tourinho, 1.684 – Campina do Siqueira)

U.S São Braz (Rua Antonio Escorsin, 1.960 – São Braz)

Distrito Sanitário Tatuquara

U.S Dom Bosco (Rua Angelo Tosin, 100 – Campo do Santana)

U.S Monteiro Lobato (Rua Olivio José Rosetti, s/n – Tatuquara)

U.S Moradias da Ordem (Rua Jovenilson Americo de Oliveira, 240 – Tatuquara)

U.S Pompéia (R. João Batista Bettega Jr. s/n – Tatuquara)

U.S Rio Bonito (R. Fanny Bertoldi, 170 – Campo do Santana)

Fonte: Banda B – !8/08/2018

Receba notícias no seu WhatsApp.

Leitores que se cadastrarem no serviço serão incluídos em uma lista de transmissão diária, recebendo no celular as principais notícias do dia.

Ivone Souza - Redação

Ivone Souza é jornalista graduada pelo Centro Universitário Internacional Uninter. Foi repórter e produtora de conteúdos do Portal Mediação, redatora do site Uninter Notícias, escritora e cronista. Curte teatro, uma boa leitura e é apaixonada por viagens e fotografia.

Leia também

Deixe uma resposta

Botão Voltar ao topo

Notamos que você possui um
ad-blocker ativo!

Produzir um conteúdo de qualidade exige recursos.
A publicidade é uma fonte importante de financiamento do nosso conteúdo.
Para continuar navegando, por favor desabilite seu bloqueador de anúncios.