ParanáPolícia

Pai que asfixiou o filho queria matar toda a sua família

Suspeito de ter matado o filho de apenas dois anos, o vigilante Daniel Pereira Aires, 43 anos, revelou que pretendia matar a sua esposa e também se suicidar, pois tinha medo de perder o emprego e não poder sustentar a sua família.

O indivíduo disse ter tido essa ideia à esposa e ainda destacou que pretendia jogar o seu veículo embaixo de um caminhão para ‘acabar com o sofrimento da mulher e da criança’.

A ‘conversa estranha’ ocorreu no último domingo, no aniversário da esposa de Daniel. Logo após, ele disse à mulher que teria que pegar um objeto no local de trabalho e se encaminhou para lá apenas com o filho.

O vigilante se dirigiu então para a zona rural de Rio Branco do Sul, na Região Metropolitana de Curitiba, asfixiou o menino e deixou o corpo da vítima dentro do veículo.

Na segunda-feira, Daniel pediu ajuda em uma Unidade de Pronto Atendimento revelando que teria sido assaltado e que os bandidos ficaram com a criança. O pai também teria procurado na internet formas fáceis de suicídio.

Daniel está detido na Delegacia de Rio Branco do Sul e isolado dos outros presos.

 

Pron

Receba notícias no seu WhatsApp.

Leitores que se cadastrarem no serviço serão incluídos em uma lista de transmissão diária, recebendo no celular as principais notícias do dia.

Aécio Novitski

Idealizador do Site Araucária no Ar, Jornalista (MTB 0009108-PR), Repórter Cinematográfico e Fotógrafico licenciado pelo Sindijor e Fenaj sobre o número 009108 TRT-PR

Leia também

Deixe uma resposta

Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar

Notamos que você possui um
ad-blocker ativo!

Produzir um conteúdo de qualidade exige recursos.
A publicidade é uma fonte importante de financiamento do nosso conteúdo.
Para continuar navegando, por favor desabilite seu bloqueador de anúncios.