Araucária

Pai descobre que outra pessoa foi sepultada no túmulo do filho em cemitério de Araucária

Um morador de Araucária, descobriu que outra pessoa havia sido enterrada no local onde estavam os restos mortais do filho, no Cemitério Municipal Jardim Independência. O aposentado Altamir Custódio de Lima percebeu que o nome de Roberto Carlos de Lima, que morreu em 1993, não estava mais no túmulo, ao contratar pedreiros para uma reforma.

O homem afirma que os ossos foram retirados sem autorização prévia da família. No lugar do filho de Altamir, foi enterrada uma pessoa sepultada no dia 7 de setembro de 2017.

Ele conta ainda que, em 2013, pagou a taxa de renovação do jazigo por mais 10 anos, e ficou surpreso quando os pedreiros que contratou disseram que haviam sido impedidos de fazer a obra porque o túmulo não era mais de propriedade da família.

“A gente só ficou sabendo porque veio aqui para arrumar, fazer mais duas gavetas, e aconteceu que a gente se deparou com outra pessoa sepultada aqui. Segundo o que falaram, [o túmulo do filho] estava abandonado”, disse.

O pai ressalta que aguarda uma solução para o caso. “Eu não vou abrir mão. Vão ter que resolver o problema”, conta Altamir.

Pai descobre que outra pessoa foi sepultada no túmulo do filho em cemitério de Araucária (Foto: Reprodução/RPC)

Pai descobre que outra pessoa foi sepultada no túmulo do filho em cemitério de Araucária (Foto: Reprodução/RPC)

O mestre de obras Hipólito de Souza também mora em Araucária e está reformando o túmulo de um familiar, que foi comprado no mês passado. Segundo ele, o local era considerado abandonado. O morador conta que não sabe de quem era o jazigo anteriormente.

“Não tenho nem noção. Não sei de nada. […] com documento, está tudo certinho”, diz.

De acordo com a Prefeitura de Araucária, os restos mortais do filho de Altamir já foram localizados e que, em maio, notificou todos os proprietários de túmulos, dando um prazo de 30 dias para que regularizassem a situação e fizessem os reparos necessários.

No caso do Altamir, segundo a prefeitura, a notificação foi entregue no antigo endereço da família, que havia se mudado há muitos anos. Outra pessoa assinou a correspondência, o que fez com que o município acreditasse que eles estavam cientes do aviso. A prefeitura admitiu o equívoco e se comprometeu a entregar outro túmulo.

Caso foi registrado no Cemitério Municipal Jardim Independência, na RMC (Foto: Reprodução/RPC)Caso foi registrado no Cemitério Municipal Jardim Independência, na RMC (Foto: Reprodução/RPC)

Caso foi registrado no Cemitério Municipal Jardim Independência, na RMC (Foto: Reprodução/RPC)

Receba notícias no seu WhatsApp.

Leitores que se cadastrarem no serviço serão incluídos em uma lista de transmissão diária, recebendo no celular as principais notícias do dia.

Aécio Novitski

Idealizador do Site Araucária no Ar, Jornalista (MTB 0009108-PR), Repórter Cinematográfico e Fotógrafico licenciado pelo Sindijor e Fenaj sobre o número 009108 TRT-PR

Leia também

Deixe uma resposta

Botão Voltar ao topo

Notamos que você possui um
ad-blocker ativo!

Produzir um conteúdo de qualidade exige recursos.
A publicidade é uma fonte importante de financiamento do nosso conteúdo.
Para continuar navegando, por favor desabilite seu bloqueador de anúncios.