Bem Estar e Saúde

Os Perigos do uso inadequado de tecnologia para crianças e adolescentes

Por Psicóloga Juliana Nakataira – Clinica Médica São Vicente

CRP 08/27.895

Atualmente nota-se o crescente número de crianças e adolescentes que desde muito cedo começam a utilizar aparelhos tecnológicos tais como celulares, tablets, computadores, dentre outros com acesso a internet. A  pesquisa TIC Kids Online Brasil, realizada recentemente, em 2019, com crianças e adolescentes de 09 a 17 anos, apontou que em  2013 o acesso ao “wi-fi” era de 30%, enquanto que em 2019 passou para 87%. 

 O vislumbre por jogos virtuais, vídeos e aplicativos tem tomado grande espaço desse público. Isso deve ter um olhar muito cuidadoso por parte dos responsáveis, pois  o uso indiscrimidado, podem gerar consequências em várias dimensões á posteriori, inclusive causar dependência, como apontam Young e Abreu (2011), em seu livro, os prejuízos mais  comuns apresentados por adolescentes são: Declínio no desempenho (escola, trabalho) • Desinteresse pelo ambiente social • Declínio do interesse por atividades na vida real • Fadiga (crônica, falta de sono) • Agressividade e nervosismo se há obstáculos para o uso online. Além disso, a não monitoria do conteúdo que está sendo vislumbrado pela criança/adolescente, pode gerar exposição a conteúdos inapropriados, e até mesmo à pessoas estranhas, que podem pôr em risco a sua integridade.

Em casos em que o uso indiscriminado de internet acaba trazendo dependência e/ou comprometimento em alguma instância da vida da criança/adolescente, os responsáveis podem procurar ajuda/orientação de um profissional especializado, como um psicólogo.

 Faz-se necessário o estabelecimento de limites, o acompanhamento por parte dos responsáveis, o incentivo a brincadeiras e outras atividades que proporcionem o bem estar físico e emocional, bem como a organização de uma rotina adequada a cada criança/adolescente que não envolvam somente atividades virtuais. Nota-se que os adultos responsáveis, muitas vezes, acabam sendo permissivos e coniventes com tais ações, com a desculpa de que somente assim “a criança/ adolescente ficará quieta”. Uma criança necessita de tempo e espaço para vivenciar sua infância, o que, em alguns momentos, vai gerar desconforto nos adultos. É bem possível que haverão brinquedos espalhados pela casa, correria, alguma sujeira e até mesmo coisas quebradas! Mas o desenvolvimento e a aprendizagem de uma criança, muitas vezes, se dará pelo sentir e tocar as coisas ao seu redor, por isso em alguns momentos é necessário deixar a criança experienciar o mundo, desenvolver sua criatividade, e isso não é possível  com ela  “quietinha” em seu lugar.

Referências

Young K. S. & Abreu C. N. (2011). Dependência de Internet (recurso eletrônico): manual e guia de avaliação e tratamento. Artmed: Porto Alegre.

TIC Kids online Brasil (2019). Acesso através de https://cetic.br/media/analises/tic_kids_online_brasil_2019_coletiva_imprensa.pdf em 13/02/2021 .

Por Psicóloga Juliana Nakataira
CRP 08/27.895

Receba notícias no seu WhatsApp.

Leitores que se cadastrarem no serviço serão incluídos em uma lista de transmissão diária, recebendo no celular as principais notícias do dia.

Aécio Novitski

Idealizador do Site Araucária no Ar, Jornalista (MTB 0009108-PR), Repórter Cinematográfico e Fotógrafico licenciado pelo Sindijor e Fenaj sobre o número 009108 TRT-PR

Leia também

Deixe uma resposta

Botão Voltar ao topo

Notamos que você possui um
ad-blocker ativo!

Produzir um conteúdo de qualidade exige recursos.
A publicidade é uma fonte importante de financiamento do nosso conteúdo.
Para continuar navegando, por favor desabilite seu bloqueador de anúncios.