Coluna - ATITUDE DO CONSUMIDOR

Os consumidores e a Ford

Por Claudio Henrique de Castro

A Ford anunciou sua saída do Brasil, como tantas outras empresas, a classe média alta ou quem pode sair. Estão fugindo do caos que se instalou no Brasil graças ao desgoverno na economia, no combate à pandemia, na educação, nas relações internacionais e no negacionismo da ciência.

Como ficam os consumidores que possuem veículos da Ford?

A primeira questão são as rechamadas (recalls) para reparos nos veículos: Mustang, New Fiesta Hatch, Ka, EcoSport, Ranger, Fusion, Cargo 816, F-350, F-400 e alguns modelos de caminhões.

Neste sentido, os consumidores devem ser informados como ficarão as concessionárias que atendem os serviços de reposições de peças e manutenções.

A segunda questão é a desvalorização da marca e o prejuízo aos consumidores em razão desta mudança da empresa americana para a Argentina (que já está vacinando). Certamente, os proprietários dos veículos enfrentarão a drástica redução no valor de revenda.

A melhor saída para os consumidores são: ações judiciais coletivas com a análise das perdas patrimoniais ou um acordo com os Procons estaduais, pois não possuímos uma agência nacional em favor dos consumidores.

A ida para a Argentina não afetará os preços nos veículos?

É improvável pois há câmbio, custos com o transporte e toda logística que encarecem a manutenção dos veículos que eram produzidos no Brasil. A empresa lucrou por anos e agora deve honrar seus compromissos com os consumidores.

Receba notícias no seu WhatsApp.

Leitores que se cadastrarem no serviço serão incluídos em uma lista de transmissão diária, recebendo no celular as principais notícias do dia.

Claudio Henrique de Castro

Doutor em Direito (UFSC), Advogado e Professor Universitário.

Leia também

Deixe uma resposta

Botão Voltar ao topo

Notamos que você possui um
ad-blocker ativo!

Produzir um conteúdo de qualidade exige recursos.
A publicidade é uma fonte importante de financiamento do nosso conteúdo.
Para continuar navegando, por favor desabilite seu bloqueador de anúncios.