Paraná

No Paraná, PRF faz a maior apreensão de maconha da história no país

O pequeno município de Alto Paraíso, no Noroeste do Paraná, foi palco, nesta terça-feira (24), da maior apreensão de maconha da história do país. Segundo a Polícia Rodoviária Federal (PRF), responsável pelos trabalhos, a droga – pesada em 24,5 toneladas – foi descoberta em dois semirreboques de uma carreta bitrem.O veículo foi abordado por uma equipe na BR-487, em frente a uma das unidades operacionais da PRF no estado. A nota fiscal apresentada aos policiais apontava transporte de soja. No entanto, durante fiscalização, também foi encontrado milho no compartimento de cargas.

Cães farejadores foram utilizados e indicaram a presença de drogas na carreta, cuja camada de milho tinha poucos centímetros e apenas encobria os entorpecentes. Preso em flagrante, o motorista admitiu saber que havia maconha na carreta e disse ainda que decidiu passar pelo posto da PRF durante a chuva, na esperança de não ser fiscalizado.

A carga saiu de Amambaí (MS), próxima à fronteira com o Paraguai. O destino era Paranavaí, também no Noroeste paranaense.

Escoltada por viaturas e um helicóptero da PRF, a carreta foi levada até a Delegacia da Polícia Federal em Guaíra.

Última maior apreensão também foi no Paraná

A última maior apreensão de drogas registrada pela PRF foi em 2010, em Santa Terezinha de Itaipu. Na ocasião, foram pegos 21,5 toneladas de maconha.

Em 2015, a maior apreensão da PRF havia sido registrada em fevereiro, no município de Itapecerica da Serra (SP), com 4,5 toneladas. No Paraná, a maior havia ocorrido em Tijucas do Sul, no último mês de agosto (3,5 toneladas).

 

Gazeta do Povo

Receba notícias no seu WhatsApp.

Leitores que se cadastrarem no serviço serão incluídos em uma lista de transmissão diária, recebendo no celular as principais notícias do dia.

Aécio Novitski

Idealizador do Site Araucária no Ar, Jornalista (MTB 0009108-PR), Repórter Cinematográfico e Fotógrafico licenciado pelo Sindijor e Fenaj sobre o número 009108 TRT-PR

Leia também

Deixe uma resposta

Botão Voltar ao topo

Notamos que você possui um
ad-blocker ativo!

Produzir um conteúdo de qualidade exige recursos.
A publicidade é uma fonte importante de financiamento do nosso conteúdo.
Para continuar navegando, por favor desabilite seu bloqueador de anúncios.