ParanáPolícia

Moça esconde gravidez da família e ‘guarda’ criança morta embaixo da cama

Uma jovem de 19 anos assustou a todos os familiares na noite desta segunda-feira (4), no Parolin, em Curitiba. Ela escondeu que estava grávida, deu à luz ao bebê e colocou a criança morta embaixo da cama.

Tudo só foi descoberto porque a moça passou mal. Os familiares a levaram ao hospital e lá os médicos descobriram que, na verdade, ela precisava de cuidados especiais porque havia dado à luz.

Enquanto a jovem recebia atendimentos médicos, um parente foi até a casa onde ela mora e lá tiveram a pior das descobertas. Embaixo da cama, encontraram o corpo do bebê dentro de uma sacola de plástico já em avançado estado de decomposição com um dos braços ainda arrancado por um bicho.

De acordo com o médico que atendeu à ocorrência, é possível que a moça tenha sofrido um aborto espontâneo. A moça estava grávida de, aproximadamente, oito meses e da família ninguém soube que ela estava grávida. A única pessoa que a jovem contou sobre a gravidez foi uma amiga.

O feto foi recolhido pelo Instituto Médico-Legal (IML) e deve passar por todos os exames necessários. A moça continua internada, no Hospital do Trabalhador, e deve ser ouvida assim que receber alta.

Conforme explicou o delegado Miguel Stadler, a Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) deve investigar o que aconteceu. Principalmente para confirmar se o bebê nasceu com vida e morreu ou se houve mesmo um aborto espontâneo.

 

PrOn

Receba notícias no seu WhatsApp.

Leitores que se cadastrarem no serviço serão incluídos em uma lista de transmissão diária, recebendo no celular as principais notícias do dia.

Aécio Novitski

Idealizador do Site Araucária no Ar, Jornalista (MTB 0009108-PR), Repórter Cinematográfico e Fotógrafico licenciado pelo Sindijor e Fenaj sobre o número 009108 TRT-PR

Leia também

Deixe uma resposta

Botão Voltar ao topo

Notamos que você possui um
ad-blocker ativo!

Produzir um conteúdo de qualidade exige recursos.
A publicidade é uma fonte importante de financiamento do nosso conteúdo.
Para continuar navegando, por favor desabilite seu bloqueador de anúncios.