Polícia

Menino de seis anos morre afogado, no Passaúna, ao tentar salvar amigo

Um menino de seis anos morreu após se afogar ao tentar o salvar outra criança na represa do Passaúna, no bairro Ferraria, em Campo Largo, na região metropolitana de Curitiba, neste domingo (6). O menino estava com os familiares e conseguiu salvar a criança, porém, se afogou na represa e ficou inconsciente. Os médicos ao chegarem no local tentaram socorrer, mas sem sucesso por conta do tempo que ele ficou embaixo da água.

O cabo Blachowski contou que a criança ficou se afogando por vários minutos. Foram os 10 minutos de submersão, retirada da água, encaminhado até a ambulância. Uns 30, 40 minutos para o início do atendimento em si. Atendimento com apoio médico, monitoração cardíaca, intubação, procedimento nosso por 40 minutos”, detalhou.

Blachowski explicou que o primeiro atendimento pode ser fundamental para salvar uma vida. “É importante até o pessoal ter conhecimento, iniciar procedimentos de reanimação cardiopulmonar, a massagem cardíaca é bastante importante, até a chegada de um atendimento com um suporte mais avançada”, disse.

Sobre os casos de afogamento na região, o cabo relatou que ainda conseguiu salvar ninguém na mesma situação. “Confesso que todos os casos que eu atendi no Passaúna evoluíram para óbito, nunca tirei alguém vivo dali”, lamentou.

O corpo do menino foi encaminhado ao Instituto Médico Legal (IML)
PCPR mira organização criminosa que gerou prejuízo de mais de R$ 2,5 milhões em golpes imobiliários

Banda B

Receba notícias no seu WhatsApp.

Leitores que se cadastrarem no serviço serão incluídos em uma lista de transmissão diária, recebendo no celular as principais notícias do dia.

Ivone Souza - Redação

Ivone Souza é jornalista graduada pelo Centro Universitário Internacional Uninter. Foi repórter e produtora de conteúdos do Portal Mediação, redatora do site Uninter Notícias, escritora e cronista. Curte teatro, uma boa leitura e é apaixonada por viagens e fotografia.

Leia também

Deixe uma resposta

Botão Voltar ao topo

Notamos que você possui um
ad-blocker ativo!

Produzir um conteúdo de qualidade exige recursos.
A publicidade é uma fonte importante de financiamento do nosso conteúdo.
Para continuar navegando, por favor desabilite seu bloqueador de anúncios.