Paraná

Menina levada pelo pai reencontra a mãe 11 anos depois

Um reencontro emocionante marcou a tarde de ontem (9) no bairro Nações I, em Fazenda Rio Grande, na região metropolitana de Curitiba. Depois de onze anos, a mãe Rosa Aparecida Martins, de 39 anos, reencontrou a filha, Ana Gabrieli Martins Oliveira, de 13. Uma história que teve um final feliz por parte de uma mulher que nunca desistiu do sonho de rever a menina que foi levada em 2003 pelo ex-marido, que já não está mais vivo.

Gabrieli vivia com a tia Sônia Maria da Silva, de 41, desde que viu o pai ser assassinado por índios em Guarapuava, no ano de 2005. “Depois da morte de meu irmão, nós descobrimos que a menina estava em um abrigo e passamos a cuidar dela. Foram anos de muita dificuldade, mas deu tudo certo e a gente sabia que um dia a mãe ia aparecer. Agora isso aconteceu”, afirmou Sônia à Banda B.

O reencontro aconteceu na casa de Sônia em Fazenda Rio Grande. Rosa Aparecida não segurou as lágrimas. “Eu nunca desisti desse sonho de encontrá-la e hoje isso aconteceu. Cheguei à casa da Sônia no sábado de manhã e o reencontro foi maravilhoso. Ela pulou nos meus braços e parecia que eu estava vivendo um sonho”, descreveu.

A personagem principal da história, Ana Gabrieli, era só sorrisos no momento em que reviu a mãe biológica. “Eu não acreditava mais que isso seria possível. Eu queria muito rever a minha mãe, mas as esperanças eram poucas. Meu coração quase saiu pela boca. Tenho muita vontade de conhecer também as minhas duas irmãs”, explicou.

Levada pelo pai

No ano de 2003, a pequena Ana Gabrieli foi levada pelo pai, conforme explicou Rosa Aparecida. “Eu estava hospitalizada e ela sob os cuidados da minha mãe. Eu tinha abandonado o pai dela por conta das agressões que sofria e, naquele dia, ele foi até lá dizendo que queria levá-la para passear, mas a intenção era outra. Foram anos de procura e agora consegui, depois que contratei um investigador particular”, contou.

Último obrigado

O pai adotivo e a irmã de coração de Ana Gabrieli não quiseram participar do reencontro, por estarem ressentidos com o retorno dela aos braços da mãe. “Eles estão chateados, mas isso vai passar. Era um desejo das duas partes esse reencontro e agora aconteceu. Vou sentir muita falta, porém estou muito orgulhosa por saber de tudo o que fiz por essa menina”, concluiu Sônia, a mãe de coração.

Mãe e filha embarcaram na noite de ontem para Matelândia, no Oeste do Paraná. Com informações do Jornal O Repórter.

Receba notícias no seu WhatsApp.

Leitores que se cadastrarem no serviço serão incluídos em uma lista de transmissão diária, recebendo no celular as principais notícias do dia.

Aécio Novitski

Idealizador do Site Araucária no Ar, Jornalista (MTB 0009108-PR), Repórter Cinematográfico e Fotógrafico licenciado pelo Sindijor e Fenaj sobre o número 009108 TRT-PR

Leia também

Deixe uma resposta

Botão Voltar ao topo

Notamos que você possui um
ad-blocker ativo!

Produzir um conteúdo de qualidade exige recursos.
A publicidade é uma fonte importante de financiamento do nosso conteúdo.
Para continuar navegando, por favor desabilite seu bloqueador de anúncios.