Mundo

Médico esclarece rumores sobre a suposta doença do papa

O médico japonês Takanori Fukushima voltou a desmentir que o papa Francisco fez uma cirurgia para retirar um tumor do cérebro e afirmou que a confusão começou porque um nome muito semelhante ao do Pontífice realizou o procedimento.

“Disseram-­me que em um dos hospitais em que opero havia um paciente de 78 anos chamado de Giorgio Mario Bergoglio. Mesmo nome, mesma idade, em uma cirurgia de um meningioma [pequeno tumor]. Acredito que essa é a origem dos rumores, totalmente errados. Não era o papa Francisco”, disse o médico à ANSA.

O neurocirurgião que atende fixamente em Tóquio ainda destacou que todas as visitas que fez ao Vaticano não tiveram fins de consulta com Jorge Mario Bergoglio e que nunca teve encontros “privados” com o líder católico como afirmou o jornal Quotidiano Nazionale. O profissional afirmou ainda que as fotos em que aparece sozinho com o sucessor de Bento XVI foram “manipuladas”.

A polêmica sobre uma suposta doença de Bergoglio foi informada pelo jornal italiano no mês de outubro, enquanto ocorriam os trabalhos no Sínodo da Família. Segundo o QN, foram checadas todas as fontes e a informação é verdadeira. Porém, Fukushima afirmou que não foi procurado pelo periódico e que em uma “simples ligação” ele “poderia ter desmentido tudo.

 

Agência Ansa

Receba notícias no seu WhatsApp.

Leitores que se cadastrarem no serviço serão incluídos em uma lista de transmissão diária, recebendo no celular as principais notícias do dia.

Aécio Novitski

Idealizador do Site Araucária no Ar, Jornalista (MTB 0009108-PR), Repórter Cinematográfico e Fotógrafico licenciado pelo Sindijor e Fenaj sobre o número 009108 TRT-PR

Leia também

Deixe uma resposta

Botão Voltar ao topo

Notamos que você possui um
ad-blocker ativo!

Produzir um conteúdo de qualidade exige recursos.
A publicidade é uma fonte importante de financiamento do nosso conteúdo.
Para continuar navegando, por favor desabilite seu bloqueador de anúncios.