Polícia

Marido diz que esposa morreu de overdose, mas indícios revelam crime; ele foi preso

O marido de Ângela Maria de Oliveira, 41 anos, foi preso em flagrante acusado de agredir e matar a esposa, na madrugada de domingo (4), em São José dos Pinhais. Ele procurou a Guarda Municipal (GM) dizendo que ela teria morrido por overdose, após se embriagar. No entanto, policiais desconfiaram da versão e o suspeito foi preso em flagrante.

O casal estava em um bar na noite de sábado e iniciou uma discussão quando chegou em casa, no bairro Borda do Campo. O delegado Fabio Machado da Delegacia de Polícia do município disse que familiares interviram na primeira situação. “O casal estaria bebendo em um bar, com algumas amigos. Quando chegaram em casa, começaram a brigar e a discutir, e ele passou a bater a nela. O filho dela, que estava em casa, correu até a casa da vó, que é no mesmo terreno disse que ‘o Marcelo estava batendo na mãe, de novo’, inclusive, ele estava batendo no rosto dela. Todos foram até lá, apaziguaram e depois a vó e o menino foram embora”, descreveu o delegado.

No entanto, os vizinhos relataram que continuaram ouvindo barulho de briga. “Pela manhã, ele procurou a Guarda Municipal (GM) e disse que ela tinha morrido de overdose. Nossa equipe desconfiou do que aconteceu e levantou hipótese de que ele possa ter a asfixiado até a morte”, completou Fabio Machado.

Entre as desconfianças, o fato de o marido não ter procurado socorro. “Ele não ligou para a ambulância, não pediu socorro. Simplesmente foi até a Guarda. Outro fato é ele não ter se emocionado em nenhum momento. Todo momento querendo tirar a sua responsabilidade”, detalhou o delegado.

O corpo da mulher foi recolhido ao Instituto Médico Legal (IML) para laudo preliminar, mas a polícia adiantou que ela possui marcas nos braços. “Há um histórico de violência, os familiares não gostavam dele por isso, os vizinhos relataram as constantes brigas. Isso tudo fez a polícia entender que não foi overdose, mas sim um feminicídio”, finalizou.

O marido foi preso em flagrante pelo crime de feminicídio. Caso seja condenado, pode pegar uma pena de até 30 anos.

.

Banda B

Receba notícias no seu WhatsApp.

Leitores que se cadastrarem no serviço serão incluídos em uma lista de transmissão diária, recebendo no celular as principais notícias do dia.

Ivone Souza - Redação

Ivone Souza é jornalista graduada pelo Centro Universitário Internacional Uninter. Foi repórter e produtora de conteúdos do Portal Mediação, redatora do site Uninter Notícias, escritora e cronista. Curte teatro, uma boa leitura e é apaixonada por viagens e fotografia.

Leia também

Deixe uma resposta

Botão Voltar ao topo

Notamos que você possui um
ad-blocker ativo!

Produzir um conteúdo de qualidade exige recursos.
A publicidade é uma fonte importante de financiamento do nosso conteúdo.
Para continuar navegando, por favor desabilite seu bloqueador de anúncios.