Brasil

Mãe conta como espancou o filho por cinco horas

noticia_145151_img1_criana

Presa desde o dia 26 de fevereiro acusada de espancar o filho de cinco anos, Jane Aparecida Jardim, de 27, confessou que usou cabo de vassoura, cinto e chinelos para bater na criança, segundo informou a Polícia Civil. As agressões duraram cerca de cinco horas e aconteceram na casa da família, em Cristais Paulista (SP). Adriano Henrique Jardim Ramos teve a morte cerebral confirmada no último domingo (1º).

Durante a reconstituição do crime, realizada nesta quarta-feira (04), Jane mudou parte da versão inicial. Segundo o delegado responsável pelo caso, Djalma Donizete Batista, a mulher teria dito que não tinha afeto pelo menino e ela também confirmou que ele defecou na própria roupa durante as agressões – antes, ela havia dito que esse foi o motivo do espancamento.

As agressões começaram na sala, por votla das 8 horas, e só cessaram por volta das 13 horas, no quarto da criança. Segundo a polícia, as marcas que a criança tinha no tórax e no rosto foram em decorrência de mordidas. Além disso, a mulher usou uma vassou, que foi quebrada em dois pedaços, para bater no abdômen e no joelho da criança.

Como a perícia e o depoimento de Jane “bateram”, não apontaram contradições, a expectativa é que o inquérito seja concluído até sexta-feira (06).

Adriano morava com o pai e um irmão mais velho em Campinas, também em São Paulo, mas há seis meses estava vivendo com a mãe.

Agencias Online

Receba notícias no seu WhatsApp.

Leitores que se cadastrarem no serviço serão incluídos em uma lista de transmissão diária, recebendo no celular as principais notícias do dia.

Aécio Novitski

Idealizador do Site Araucária no Ar, Jornalista (MTB 0009108-PR), Repórter Cinematográfico e Fotógrafico licenciado pelo Sindijor e Fenaj sobre o número 009108 TRT-PR

Leia também

Deixe uma resposta

Botão Voltar ao topo

Notamos que você possui um
ad-blocker ativo!

Produzir um conteúdo de qualidade exige recursos.
A publicidade é uma fonte importante de financiamento do nosso conteúdo.
Para continuar navegando, por favor desabilite seu bloqueador de anúncios.