Paraná

Local de votação muda para 225 mil eleitores no Paraná

O Paraná tem 225.633 eleitores que tiveram locais de votação alterados pelo Tribunal Regional Eleitoral (TRE) em relação à eleição de 2016. Por contenção de gastos, do dia 1º de outubro de 2017 até agora, 471 seções eleitorais (salas de votação) no Estado foram agregadas, ou seja, deixaram de existir e foram absorvidas por outras seções. No mesmo período, foram criadas 969 novas seções no Estado. Isso não significa que foram criados locais de votação, mas sim salas dentro de locais já existentes. Cada seção contém uma mesa receptora de voto, composta por 4 mesários. Das 38 zonas eleitorais (áreas geográficas), a que mais criou seções foi a zona 88, em Cianorte, Noroeste do Paraná. A assessoria do TRE não informou quantos eleitores de Curitiba serão afetados.
Com a redução de espaços utilizados nas eleições a partir de 2017, com um corte de orçamento promovido pela União e repassado pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE) por meio de resolução, parte dos eleitores paranaenses tiveram os nomes de suas zonas e locais das seções alteradas. As alterações, segundo o TRE, significaram uma economia de R$ 74 milhões por ano.
O corte de gastos foi anunciado em outubro do ano passado. Na ocasião, o coordenador de Comunicação do TRE explicou que o dinheiro economizado provém principalmente da redução de gratificações de juízes eleitorais, promotores e chefes de cartórios. “Foi em cumprimento a uma resolução baixada pelo TSE que prevê a redução não só no Paraná, mas em todo o Brasil do número de zonas eleitorais para redução de custos. A estimativa do TSE é de economia de pouco mais de 70 milhões por ano no orçamento da Justiça Eleitoral com essa redução, não vai ter mais a gratificação do chefe de cartório, do juiz e do promotor”, explicou. Procurada atualmente, a assessoria do TRE não disponibilizou esse cálculo.

Consulta

Muitos eleitores ainda não sabem das mudanças. O TRE recomenda que o eleitor baixe o aplicativo “e-Título” para que possa consultar com mais facilidade o número da sua zona e seção eleitoral para verificar se houve alguma alteração. Caso haja necessidade da troca de números de zonas e seções nos títulos de eleitores, o novo documento será entregue no dia da eleição, quando o cidadão comparecer para votar.
O aplicativo e-Título também substitui a apresentação do título impresso e informa a situação cadastral do eleitor, além de permitir a emissão de certidão de quitação eleitoral e de crimes eleitorais. O app só substitui a apresentação de documento oficial com foto no momento da votação caso o eleitor já tiver passado pelo recadastramento biométrico. Até ontem, 306.784 eleitores haviam baixado o app. Desses, 5.542 ainda não tinham o cadastro biométrico.
O eleitor que quiser ter acesso ao e-Título deve baixar, no celular ou tablet. O aplicativo está disponível na App Store e no Google Play. Para validá-lo, é preciso inserir o nome do eleitor e de sua mãe, a data de nascimento e o número do título. A consulta sobre a mudança também pode ser checada em um link no site do TRE.
Caso o eleitor não saiba o número do título, deve acessar o site do TRE-PR, www.tre-pr.jus.br, em Eleitor e Eleições, Título e Local de Votação, e inserir seu nome, o nome da mãe e a data de nascimento para assim verificar o seu número de inscrição.

Voto em trânsito em 4 novas cidades
Eleitores de todo o país que estiverem no Paraná nas eleições deste ano terão quatro locais a mais para votar em trânsito na comparação com o pleito de 2014. Após uma portaria do Tribunal Regional Eleitoral (TRE) estabelecer que municípios com 100 mil eleitores já poderiam receber a modalidade, Colombo, São José dos Pinhais, Guarapuava e Foz do Iguaçu passaram a permitir o voto em trânsito. Antes, apenas municípios com 200 mil eleitores eram habilitados. As outras cinco maiores cidades do Paraná continuam na lista: Curitiba, Londrina, Maringá, Ponta Grossa e Cascavel.
Em Curitiba haverá quatro locais de votação em trânsito. Todos são na região central da cidade: Colégio Estadual do Paraná (Av. João Gualberto, 250), Faculdade de Direito da Universidade Federal do Paraná (Praça Santos Andrade, 50), Senac (Rua André de Barros, 750) e Colégio Bom Jesus (Rua 24 de Maio, 135). Serão, ao todo, 19 locais no Paraná.
O voto em trânsito pode ocorrer no primeiro, no segundo ou nos dois turnos. É necessário comparecer a qualquer cartório eleitoral com documento oficial com foto até 23 de agosto e indicar o local em que se pretende votar. Nesse período será possível alterar ou cancelar a habilitação já requerida.
Caso o eleitor pretenda votar em um município dentro do Estado em que possui domicílio eleitoral, poderá votar para todos os cargos (presidente, governador, senador, deputado federal e deputado estadual). Caso estiver fora do Estado em que possui domicílio eleitoral, só poderá votar para o cargo de presidente.
Também é possível que o eleitor inscrito no exterior vote para presidente caso esteja no Brasil no dia da eleição, mas não haverá voto em trânsito para eleitores inscritos no Brasil que estejam no exterior. Em caso de ausência, a justificativa nos dias de votação não poderá ser feita no município por ele indicado para o exercício do voto. O voto em trânsito começou a valer nas eleições de 2010, nas capitais, somente para o cargo de presidente. Naquele ano, 80.419 eleitores se cadastraram para votar em trânsito no primeiro turno e 76.458, no segundo turno. Em 2014, além das capitais, foi possível votar em trânsito também nas cidades com mais de 200 mil eleitores. Naquele ano, 84.418 eleitores se cadastram para votar em trânsito no primeiro turno das eleições presidenciais e 79.513 se habilitaram para o segundo turno.

Fonte: Bem Paraná – 22/08/2018

Receba notícias no seu WhatsApp.

Leitores que se cadastrarem no serviço serão incluídos em uma lista de transmissão diária, recebendo no celular as principais notícias do dia.

Ivone Souza - Redação

Ivone Souza é jornalista graduada pelo Centro Universitário Internacional Uninter. Foi repórter e produtora de conteúdos do Portal Mediação, redatora do site Uninter Notícias, escritora e cronista. Curte teatro, uma boa leitura e é apaixonada por viagens e fotografia.

Leia também

Deixe uma resposta

Botão Voltar ao topo

Notamos que você possui um
ad-blocker ativo!

Produzir um conteúdo de qualidade exige recursos.
A publicidade é uma fonte importante de financiamento do nosso conteúdo.
Para continuar navegando, por favor desabilite seu bloqueador de anúncios.