Polícia

LIBERAÇÃO DE PRESOS PERIGOSOS ESTÁ PREOCUPANDO ASSOCIAÇÃO DOS DELEGADOS DO PARANÁ

A ADEPOL-PR (Associação dos Delegados de Polícia do Paraná), protocolou na tarde desta quarta-feira (22), um ofício ao Presidente do Tribunal de Justiça, Des. Adalberto Jorge Xisto Pereira, manifestando sua preocupação em relação a soltura de presos que vem ocorrendo rotineiramente nas últimas semanas, como exemplo, a liberação de um narcotraficante, líder do PCC no Paraná, que foi beneficiado com a nova “regra do Coronavírus” e logo após deixar a prisão, no feriado de Tiradentes, rompeu a tornozeleira e se evadiu.


A medida do benefício da liberação que partiu primariamente de uma Recomendação do Conselho Nacional de Justiça (CNJ), que não possui caráter vinculante, onde consta a possibilidade de reavaliação das penas dos presidiários e de adolescentes apreendidos em cumprimento de medidas socioeducativas, visa o relaxamento da pena para o cumprimento de prisão domiciliar ou até mesmo concessão de liberdade provisória para detentos que cometeram crimes sem violência, e presos dentro do grupo de risco da Covid-19, como comorbidades ou idade avançada, mas não é isso que vem ocorrendo na prática, já que presos perigosos, como o líder do PCC, também estão sendo beneficiados com a medida.


Com o envio dos expedientes, a ADEPOL-PR, que não compactua com o que vem ocorrendo, espera que os órgãos competentes repensem e se manifestem contra a decisão do CNJ, pois o interesse da coletividade deve pesar mais que o interesse individual de um criminoso.

Receba notícias no seu WhatsApp.

Leitores que se cadastrarem no serviço serão incluídos em uma lista de transmissão diária, recebendo no celular as principais notícias do dia.

Aécio Novitski

Idealizador do Site Araucária no Ar, Jornalista (MTB 0009108-PR), Repórter Cinematográfico e Fotógrafico licenciado pelo Sindijor e Fenaj sobre o número 009108 TRT-PR

Leia também

Deixe uma resposta

Botão Voltar ao topo

Notamos que você possui um
ad-blocker ativo!

Produzir um conteúdo de qualidade exige recursos.
A publicidade é uma fonte importante de financiamento do nosso conteúdo.
Para continuar navegando, por favor desabilite seu bloqueador de anúncios.