Araucária

Lei que Prefeito de Araucária sancionou faz efeito e empresas já contratam mais de 80% de trabalhadores locais

Da Redação 

O prefeito Olizandro Ferreira sancionou, recentemente, uma Lei Municipal obrigando que, no mínimo, 70% das vagas oferecidas no município sejam destinadas a moradores da cidade.

O teor da lei tem sido motivo de polêmica quanto a sua constitucionalidade, mas o fato é que as empresas têm cumprido com a determinação e, segundo levantamento realizado pelo jornal O Popular do Paraná, cerca de 80% das vagas oferecidas na parada da Repar foram garantidas aos araucarienses.

11209706_1608638196018114_3470897999101409133_nA reportagem entrou em contato com as quatro principais empreiteiras que serão as responsáveis pela parada da Repar, que está marcada para começar no dia 18 de julho. São elas: G&E Manutenção, Engecampo Engenharia, Método Potencial Engenharia e Estrutural Serviços Industriais. “Segundo essas empresas, ao contrário do que os trabalhadores imaginam, a grande maioria dos contratados até agora para atuar na manutenção da refinaria é sim residente em Araucária”, publicou o periódico.

Ainda segundo o jornal, essas quatro empreiteiras estimam as contratações em 1.325 profissionais e os números repassados pelas empreiteiras dão conta de que dessas mais de 83% do total de mão de obra local. “O efetivo de fora da cidade que atuará na parada soma 137 pessoas, sendo que, segundo as empreiteiras, quase a totalidade deles vem de outras obras que elas mantinham em outras regiões do Brasil. São o que eles chamam de vagas de transferência”, publicou.

Foto: Aécio Novitski – Arquivo

Receba notícias no seu WhatsApp.

Leitores que se cadastrarem no serviço serão incluídos em uma lista de transmissão diária, recebendo no celular as principais notícias do dia.

Aécio Novitski

Idealizador do Site Araucária no Ar, Jornalista (MTB 0009108-PR), Repórter Cinematográfico e Fotógrafico licenciado pelo Sindijor e Fenaj sobre o número 009108 TRT-PR

Leia também

Deixe uma resposta

Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar

Notamos que você possui um
ad-blocker ativo!

Produzir um conteúdo de qualidade exige recursos.
A publicidade é uma fonte importante de financiamento do nosso conteúdo.
Para continuar navegando, por favor desabilite seu bloqueador de anúncios.