Paraná

Jovem revela que homem ejaculou em sua saia dentro de ônibus em Curitiba e post viraliza

Uma jovem moradora de Curitiba fez um relato que viralizou e chocou internautas na noite desta terça-feira (5). A jovem disse que estava dentro do ônibus Centenário/Campo Comprido, voltando para casa, quando um homem passou a se esfregar em seu corpo. A postagem viralizou depois que, além do texto, a internauta publicou uma fotografia com a saia e a ejaculação do tarado. (Devido à repercussão, a jovem apagou a postagem nesta manhã de quarta-feira)

Segundo a jovem, ela estava em um coletivo lotado quando percebeu que algo estava errado. “Guardei o celular na bolsa e foi então que eu percebi que ele estava ali. Parado bem nas minhas costas, aproveitando de cada curva para se esfregar em mim. Tentei dar um passo pra frente mas ele acompanhou, continuando encostado. Tentei empurrá-lo com o cotovelo, ir para outro lugar mas não tinha jeito. Ele continuou ali, se esfregando e gemendo”, inciou.

A jovem relatou que, desesperada, desceu em uma estação-tubo antes de seu destino. “Antes de sair o empurrei e disse a ele que era um velho nojento e deveria se envergonhar de agir desse modo em qualquer lugar que seja. Ao descer percebi que ele não havia apenas se encostado e insinuado, ele havia ejaculado na minha saia, e então eu desabei”, contou.

O relato da jovem teve, até o início da manhã desta quarta-feira (6), mais de 33 mil compartilhamentos. Alguns internautas chegam a ventilar a possibilidade do relato ser uma peça publicitária contra abuso sexual, mas a maioria não acredita nisso e se sensibiliza com a história contada pela internauta.

A Prefeitura de Curitiba enviou a seguinte nota à imprensa sobre o caso:

Tão logo tomou conhecimento do fato, a secretária da Mulher da Prefeitura de Curitiba, Roseli Isidoro, entrou em contato com a jovem que publicou o relato. Além de apresentar solidariedade, a secretária ressaltou a importância de formalizar a denúncia e colocou-se à disposição para apoiar a vítima nesse processo e também na superação do trauma causado pela agressão.

A secretária reforça a importância da campanha “Busão Sem Abuso”, que visa informar a população a respeito do problema, estimular a denúncia e orientar sobre como agir em caso de abuso dentro do transporte coletivo. A campanha é desenvolvida desde novembro de 2014 pela Prefeitura, por meio da Secretaria da Mulher, Guarda Municipal e da Urbs, em parceria com o Tribunal de Justiça do Paraná, o Sindicato das Empresas do Transporte Coletivo (Setransp) e o Sindicato dos Motoristas e Cobradores de Curitiba e Região (Sindimoc).

A Secretaria da Mulher lembra que em situações assim é importante denunciar, ligando imediatamente para o telefone 153 da Guarda Municipal e fornecendo informações precisas sobre a linha, o trajeto do ônibus e a descrição do acusado para que a Guarda Municipal possa deslocar a viatura mais próxima e interceptar o veículo do transporte coletivo no menor tempo possível. Os profissionais – motoristas, cobradores, seguranças nos terminais e fiscais da Urbs – também são orientados sobre como proceder diante de um caso de abuso.

Desde o lançamento da campanha “Busão Sem Abuso”, a Guarda Municipal já atendeu 107 ocorrências de assédio sexual e atos obscenos ou libidinosos no interior do transporte coletivo, que resultaram 15 prisões em flagrante.

É importante ainda que a vítima de abuso registre oficialmente a ocorrência em delegacia de polícia para que essas informações ajudem nas investigações e na prevenção desses crimes.

 

BandaB

Receba notícias no seu WhatsApp.

Leitores que se cadastrarem no serviço serão incluídos em uma lista de transmissão diária, recebendo no celular as principais notícias do dia.

Aécio Novitski

Idealizador do Site Araucária no Ar, Jornalista (MTB 0009108-PR), Repórter Cinematográfico e Fotógrafico licenciado pelo Sindijor e Fenaj sobre o número 009108 TRT-PR

Leia também

Deixe uma resposta

Botão Voltar ao topo

Notamos que você possui um
ad-blocker ativo!

Produzir um conteúdo de qualidade exige recursos.
A publicidade é uma fonte importante de financiamento do nosso conteúdo.
Para continuar navegando, por favor desabilite seu bloqueador de anúncios.