ParanáPolícia

Homem que matou mulher a facadas sai de delegacia pela porta da frente: “É a lei”

O homem que matou a mulher a facadas e espancou o sogro durante a madrugada no bairro Cajuru, em Curitiba, se entregou na delegacia e foi liberado ainda na manhã desta sexta-feira (3). Cristiano Fontana da Silva, de 28 anos, foi até Paranaguá, no Litoral do Estado, logo após o crime e se entregou na delegacia pelo assassinato de Alessandra Quadros, também de 28 anos. Apesar da confissão, ele não ficou preso, já que não foi configurado o flagrante.

De acordo com o delegado Nilson Santos Diniz, ele se apresentou por volta das 7 horas e imediatamente o caso foi repassado para a Delegacia da Mulher de Curitiba. “Com a impossibilidade da prisão em flagrante, apreendi o carro que era da vítima e questionei sobre prisão preventiva. Ele foi liberado da delegacia porque ainda não saiu o decreto, mas estou com o endereço e aguardo a Justiça. É a lei”, explicou.

Fontana matou Alessandra na Rua Esper Jorge Chueri. Ele ainda espancou o sogro, de 65 anos, e fugiu com o enteado, de três anos. Fontana se entregou, ao lado do menino. Antes mesmo de se entregar, ele contou a parentes que tinha matado a companheira. Segundo a polícia, ele foi para Paranaguá temendo pela segurança e permanece na casa de parentes.

Segundo o delegado Diniz, a Polícia Civil só pode agir de acordo com as normas do processo penal e agora todo o procedimento precisa ser realizado. “A delegada já está com toda a documentação, não há um prazo, mas assim que o mandato for expedido, eu irei cumprir”, disse.

Alessandra trabalhava em uma empresa de telefonia em Curitiba. Ela era ex-mulher de um policial militar que tinha morrido em confronto, com quem teve o menino de três anos. O garoto deve ser trazido de Paranaguá para Curitiba nas próximas horas. A guarda deve ficar com a família de Alessandra.

A confissão

O delegado contou que Fontana alegou que já vinha tendo problemas com a vítima há pelo menos quatro meses. “Ontem ele teria saído para beber com os amigos, consumiu cocaína, e teria tido a atitude agressiva. Após nova discussão por ciúme e dinheiro, ele realizou os golpes no pescoço. A vítima tentou se defender, mas ele só parou após a garantia da morte”, concluiu.

Saindo a decisão da Justiça, Fontana deve ser encaminhado para a Delegacia da Mulher. O pai da vítima passa por uma cirurgia e está em estado grave.

BandaB

Receba notícias no seu WhatsApp.

Leitores que se cadastrarem no serviço serão incluídos em uma lista de transmissão diária, recebendo no celular as principais notícias do dia.

Aécio Novitski

Idealizador do Site Araucária no Ar, Jornalista (MTB 0009108-PR), Repórter Cinematográfico e Fotógrafico licenciado pelo Sindijor e Fenaj sobre o número 009108 TRT-PR

Leia também

Deixe uma resposta

Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar

Notamos que você possui um
ad-blocker ativo!

Produzir um conteúdo de qualidade exige recursos.
A publicidade é uma fonte importante de financiamento do nosso conteúdo.
Para continuar navegando, por favor desabilite seu bloqueador de anúncios.