Paraná

Governo do Paraná amplia fiscalização na divisa com São Paulo

O Governo do Paraná vai reforçar a fiscalização nos postos instalados na divisa com São Paulo a partir desta quinta-feira (21). O número de agentes será ampliado em cerca de 40% nos 11 pontos em funcionamento. A medida foi definida nesta quarta-feira, em reunião do governador Carlos Massa Ratinho Junior com vários secretários e equipes, e valerá enquanto durar o feriadão prolongado de seis dias na capital paulista, que vai até segunda-feira (25).

A ação de fiscalização, monitoramento e triagem será comandada pela Secretaria da Segurança Pública e contará com o apoio da Secretaria de Estado da Saúde, Polícia Rodoviária Estadual (PRE), Polícia Rodoviária Federal (PRF) e Exército. São nove postos da Polícia Militar e dois PRF.

A medida é de caráter preventivo e orientativo, e busca identificar pessoas com sintomas do Covid-19 que possam ampliar a circulação do vírus no Paraná. Quem apresentar sinais da doença não será impedido de entrar no Estado, mas será encaminhado diretamente para um posto médico especializado, permanecendo em isolamento até que o diagnóstico seja concluído.

Atualmente 22 policiais rodoviários atuam nos postos de fiscalização. “Os profissionais da Segurança Pública já estão nesses pontos desde março. A ideia é ter uma equipe a mais em cada posto para ajudar na fiscalização de ônibus e carros. Precisamos saber as condições de saúde das pessoas que pretendem entrar no Paraná”, afirmou o secretário da Segurança Pública, Coronel Rômulo Marinho Soares.

O Estado de São Paulo lidera o ranking de mortos por coronavírus no País. São 5.147 óbitos e 65.995 casos confirmados da doença até esta terça-feira (19).

LITORAL – A secretaria reforçou ainda que os balneários paranaenses contam com uma fiscalização própria para evitar aglomerações. Outros pontos turísticos do Estado como parques, florestas e montanhas também estão todos fechados neste período por causa da pandemia. Marinho explicou que a pasta trabalha para prolongar a fiscalização mais rigorosa pelo menos até o fim de junho.

ANTT – O Governo do Estado encaminhará um ofício pedindo ainda o auxílio da Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT) para diminuir a circulação de ônibus com origem em São Paulo e destino ou passagem pelo Paraná. A intenção é restringir também o número de bilhetes comercializados pelas companhias de ônibus.

ATUAÇÃO – O trabalho de conscientização nas divisas com Santa Catarina, São Paulo e Mato Grosso do Sul funciona desde março, de acordo com o Decreto nº 4230/2020. As equipes são formadas por servidores da Polícia Rodoviária Estadual, Polícia Rodoviária Federal, Exército Brasileiro, Secretaria de Estado da Saúde. A Agência de Defesa Agropecuária do Paraná (Adapar) garante o apoio logístico.

Por orientação da Secretaria da Saúde, as equipes nesses lugares devem ser formadas por enfermeiros (50%) e técnicos de enfermagem ou estudantes (50%), para cada grupo e turno de trabalho. Eles estarão subordinados ao enfermeiro do posto que estiver no plantão. Os profissionais atuarão exclusivamente nas ações de saúde, não cabendo a eles barreira física dos veículos, nos postos rodoviários.

AEN

Receba notícias no seu WhatsApp.

Leitores que se cadastrarem no serviço serão incluídos em uma lista de transmissão diária, recebendo no celular as principais notícias do dia.

Ivone Souza - Redação

Ivone Souza é jornalista graduanda pelo Centro Universitário Internacional Uninter. Foi repórter e produtora de conteúdos do Portal Mediação, redatora do site Uninter Notícias, escritora e cronista. Curte teatro, uma boa leitura e é apaixonada por viagens e fotografia.

Leia também

Deixe uma resposta

Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar

Notamos que você possui um
ad-blocker ativo!

Produzir um conteúdo de qualidade exige recursos.
A publicidade é uma fonte importante de financiamento do nosso conteúdo.
Para continuar navegando, por favor desabilite seu bloqueador de anúncios.