ParanáPolícia

GM morto em assalto tinha ONG de direitos humanos; veja imagem do suspeito

A Guarda Municipal (GM) de Curitiba divulgou, na tarde desta sexta-feira (10), imagens que mostram um dos suspeitos envolvidos na morte do guarda Roni Fernandes de Freitas, de 50 anos. Ele foi baleado na cabeça após um assalto a uma distribuidora de doces no Centro da cidade.

Segundo o inspetor Frederico, da GM, Roni era uma pessoa tranquila e bem querida por todos da corporação. “Ele tinha até uma organização não governamental voltada para a área dos direitos humanos. Por isso, nós classificamos o ato como selvagem e cruel. A vida virou algo completamente fútil na mão desses marginais”, declarou ele em entrevista à Banda B.

A imagem divulgada pela GM, e gravada por câmeras de segurança da região, mostra um dos suspeitos correndo pelas ruas após o crime (assista ao vídeo abaixo). Outra foto aponta o mesmo rapaz parado do lado de fora da loja de doces. Até agora, nenhum dos dois envolvidos foram localizados pela polícia.

Segundo testemunhas, Fernandes sequer deu voz de abordagem aos suspeitos, no cruzamento da Rua André de Barros com a Lourenço Pinto. Ele passava pela calçada, próximo à distribuidora de doces, quando um dos assaltantes teria se assustado com a farda e atirado contra o guarda no rosto.

Ele chegou a ser encaminhado às pressas para o Hospital Cajuru, mas não resistiu e acabou morrendo. “Deitado no chão, ele hesitou em atirar contra os criminosos, mesmo assim, disparou pelo menos três vezes. Nós não sabemos se chegou a acertar em algum suspeito. Para nós, a morte de Roni é uma perda muito grande. Ele fazia parte da nossa família”, concluiu o inspetor.

Portal BandaB

 

Receba notícias no seu WhatsApp.

Leitores que se cadastrarem no serviço serão incluídos em uma lista de transmissão diária, recebendo no celular as principais notícias do dia.

Aécio Novitski

Idealizador do Site Araucária no Ar, Jornalista (MTB 0009108-PR), Repórter Cinematográfico e Fotógrafico licenciado pelo Sindijor e Fenaj sobre o número 009108 TRT-PR

Leia também

Deixe uma resposta

Botão Voltar ao topo

Notamos que você possui um
ad-blocker ativo!

Produzir um conteúdo de qualidade exige recursos.
A publicidade é uma fonte importante de financiamento do nosso conteúdo.
Para continuar navegando, por favor desabilite seu bloqueador de anúncios.