Araucária

Gasolina dispara 12% em Araucária e toda Região

O aumento do PIS/Cofins sobre os combustíveis, em vigor desde o dia 1.º, teria impacto de R$ 0,22 sobre o preço da gasolina, segundo cálculo da Receita Federal. Mas o aumento que chegou ao bolso dos motoristas foi bem mais forte. E o etanol, que não sofreu qualquer mudança tributária, também ficou muito mais caro.

Segundo a pesquisa semanal de preços da Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP), o preço médio da gasolina em Curitiba subiu R$ 0,35 na semana passada, ou 12%, passando de R$ 2,875 por litro no fim de janeiro para R$ 3,225.

Alguns postos estão cobrando ainda mais caro: segundo o levantamento, o preço máximo na cidade chega a R$ 3,419 por litro. O mais barato sai por R$ 3,099.

Sem motivo

O litro do álcool ficou em média R$ 0,22 mais caro em apenas uma semana, subindo de R$ 1,989 para R$ 2,210, o que corresponde a um aumento de 11%. Conforme a ANP, que consultou 95 postos, os preços cobrados em Curitiba variam de R$ 2,049 a R$ 2,299 por litro.

O forte reajuste do etanol, sem maiores justificativas, parece ter servido mais para preservar a paridade de preços com a gasolina, evitando que os donos de carros flex migrassem em massa para o combustível vegetal. Na semana anterior ao reajuste, o derivado de cana custava em média 69,2% o preço da gasolina; agora, a relação é de 68,5%.

Diesel

O único combustível que parece ter “obedecido” à alta da tributação foi o diesel. A Receita estimava um impacto de R$ 0,15 por litro com a alta do PIS/Cofins e, segundo a pesquisa da ANP, o preço médio do combustível na capital paranaense aumentou “apenas” R$ 0,16, ou 6%, chegando a R$ 2,673 por litro.

Gazeta do Povo

Receba notícias no seu WhatsApp.

Leitores que se cadastrarem no serviço serão incluídos em uma lista de transmissão diária, recebendo no celular as principais notícias do dia.

Aécio Novitski

Idealizador do Site Araucária no Ar, Jornalista (MTB 0009108-PR), Repórter Cinematográfico e Fotógrafico licenciado pelo Sindijor e Fenaj sobre o número 009108 TRT-PR

Leia também

Deixe uma resposta

Botão Voltar ao topo

Notamos que você possui um
ad-blocker ativo!

Produzir um conteúdo de qualidade exige recursos.
A publicidade é uma fonte importante de financiamento do nosso conteúdo.
Para continuar navegando, por favor desabilite seu bloqueador de anúncios.